i9magazine

Primeiro observatório português de educação para os media nasce na UMinho

Versão para impressão

O Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS) da Universidade do Minho lança esta sexta-feira o MILobs, o primeiro observatório português de educação para os media.

apresentação decorre às 14h30, na sala de atos do Instituto de Ciências Sociais da UMinho, no campus de Gualtar, em Braga. A sessão conta com os coordenadores do MILobs, Manuel Pinto e Sara Pereira, o diretor do CECS, Moisés de Lemos Martins, a comissária do Plano Nacional de Leitura, Teresa Calçada, e ainda Agustín García Matilla, perito de educação para os media e vice-reitor da Universidade de Valladolid (Espanha). A entrada é livre.

“Em tempo de desinformação e de fake news, torna-se necessário e urgente apostar na promoção de competências críticas face aos media e às novas redes e plataformas digitais, quer de leitura informada quer de utilização esclarecida”, justificam os coordenadores do MILobs – Observatório Media, Informação e Literacia, que surge na sequência de quase três décadas de trabalho na área pela UMinho.

Trata-se de um serviço à comunidade, sem fins lucrativos, que quer ter um papel de relevo na vertente documental e informativa ligada à literacia mediática, educação, comunicação e cultura, acompanhando e registando o que vai ocorrendo na investigação, na formação, na produção de recursos, em projetos no terreno e nas políticas deste âmbito em Portugal e no estrangeiro. Em paralelo, propõe-se como centro de recursos, rede de projetos nacionais e internacionais e base de lançamento de iniciativas e prestação de serviços, através da consultadoria, da formação de agentes educativos, de projetos de investigação e intervenção próprios ou colaborativos, da produção de materiais e da avaliação de políticas. O site oficial é milobs.pt.

A iniciativa recorre em especial às competências do CECS e em parceria com o Grupo Informal sobre Literacia Mediática (GILM), composto pelo Conselho Nacional de Educação, pela Comissão Nacional da UNESCO, pela Direção-Geral da Educação do Ministério da Educação, pela Direção de Serviços de Política Legislativa para os Media da Presidência do Conselho de Ministros, pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social, pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, pela Rede de Bibliotecas Escolares, pela RTP, pelo Plano Nacional de Leitura, pela Direção-Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas e pelo próprio CECS. O GILM tem procurado promover uma cidadania mais crítica e ativa face aos media e às redes sociais, destacando-se o seu congresso nacional bienal e a operação “Sete Dias com os Media” em maio.

O conteúdo Primeiro observatório português de educação para os media nasce na UMinho aparece primeiro em i9 magazine.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close