Cultura

Prémio “Programação Cultural” para Coimbra e Évora

Coimbra e Évora são as cidades vencedoras do Prémio Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) para a Melhor Programação Cultural Autárquica de 2011. O prémio será atribuído já na próxima segunda-feira, no Centro Cultural de Belém.
Versão para impressão
Coimbra e Évora são as cidades vencedoras do Prémio Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) para a Melhor Programação Cultural Autárquica de 2011. O prémio será atribuído já na próxima segunda-feira, no Centro Cultural de Belém.

Maria José Santos, vereadora da Cultura na Câmara Municipal de Coimbra, disse à Lusa que “o reconhecimento de uma instituição de grande prestígio, como a SPA simboliza quase um ’selo de qualidade’ da programação cultural” da cidade. 

Segundo a vereadora, este prémio é um incentivo à “autoconfiança e autoestima” do departamento de Cultura da autarquia.

Entre os vários eventos culturais realizados na cidade, destaca-se a comemoração dos 900 anos que assinalaram a concessão do floral à cidade pelo Conde D. Henrique e D. Teresa. O Festival das Artes é outro evento que promoveu as artes plásticas, escultura, teatro, música, literatura, etc.

Évora: dar vida ao património edificado 

Já Évora candidatou-se ao prémio com a comemoração dos 25 anos da classificação do Centro Histórico da cidade como Património Mundial da Humanidade.

Cláudia Pereira, vereadora da Cultura de Évora, refere à Lusa que o objetivo da autarquia “foi dar vida ao património edificado que temos, promovendo atividades nos núcleos museológico e monumentos”.

Reconhecida desde 2011 como “cidade educadora”, a cidade alentejana tem agora um programa de incentivo à visita de monumentos: “Évora percursos e memórias”. Segundo Cláudia Pereira, “são 25 monumentos em volta dos quais há lendas, que começaram a ser visitados no âmbito de rotas criadas”.

O número de visitantes ao Palácio D. Manuel (11.521), ao Núcleo Museológico da Casa da Balança (5.512) e à central elevatória de águas (4.702) também contribuem para a distinção da cidade pela SPA.

A vereadora de Évora vê neste prémio “um estímulo para os serviços da autarquia e para todas as instituições e agentes culturais”, referindo o desejo de que “ganhem ainda mais visibilidade”.

Para além da atribuição de prémios, a III Gala do Prémio Autores, apresentada por Catarina Furtado, será palco de atuações de Sérgio Godinho, Carlos do Carmo, Lúcia Moniz, João Reis, Adriana, Amor Electro e de uma orquestra de 15 elementos, dirigida pelo maestro Jorge Costa Pinto, que prestará uma homenagem ao compositor Pedro Osório.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close