Em Destaque Sociedade

Portugueses sabem com mais exatidão quanto ganham do que quanto gastam

O aumento do conhecimento exato dos rendimentos mensais é um sinal positivo.
Versão para impressão

 

A literacia financeira faz parte do quotidiano. Para a tomada de decisões mais conscientes e um melhor controlo do orçamento familiar, é necessário um maior conhecimento dos rendimentos e despesas mensais. Segundo dados do Observador Cetelem Literacia Financeira, 48% dos inquiridos afirmam saber com exatidão o valor do rendimento mensal, o que representa mais 7 pontos percentuais face aos dados apurados em 2017 (41%). E apenas 27% confirmam saber com exatidão o valor das despesas mensais fixas, face a 34% no ano passado.

Para a tomada de decisões financeiras de forma consciente os consumidores devem estar bem informados dos seus rendimentos e compromissos mensais. E 48% dos portugueses sabe exatamente o valor do seu rendimento, ao passo que 36% sabem aproximadamente e16% admitem não saber que rendimentos auferem.

“O aumento do conhecimento exato dos rendimentos mensais é um sinal positivo, ainda que os valores estejam ainda aquém do desejado. No entanto, para uma melhor gestão do orçamento familiar, é essencial que se conheça também com exatidão o valor das despesas”, afirma Leonor Santos, diretora de Compliance e Jurídico do Cetelem.

Numa análise mais detalhada, é possível constatar que há maior conhecimento do valor exato dos rendimentos entre os inquiridos do sexo masculino. Verifica-se também que é a população entre 45 e 54 anos quem melhor conhece os seus rendimentos. Contudo, diminui a percentagem de inquiridos com uma perceção exata do valor das despesas mensais fixas, que passa de 34% em 2017 para 27% em 2018.

Tal como em 2017, este ano a maioria dos portugueses admitem saber, mas apenas aproximadamente, quais as suas despesas mensais (55% em 2018, mais 5 pontos percentuais que no último ano). E 16% desconhecem o valor das suas despesas mensais fixas (contra 18% em 2017).

Este desconhecimento é maior nos inquiridos residentes no Grande Porto, em que 23% dos inquiridos não conseguem referir o valor das despesas fixas de cada mês, um valor inferior ao verificado entre os habitantes no Norte do país (41% sabe com exatidão os valores mensalmente despendidos).

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close