Saúde

Portugueses aprendem mais sobre ecocardiografia 3D

NULL
Versão para impressão
O recurso às ecocardiografias tridimensionais é recente em Portugal, mas tem tendência a crescer. Para que os profissionais de saúde portugueses pudessem aprender mais sobre este exame decorreu no início do mês no Hospital de S. João, no Porto, um curso teórico-prático ministrado por uma centena de especialistas sobre a ecocardiografia tridimensional.

Esta nova tecnologia distingue-se por permitir obter imagens mais precisas e mais realistas em menos tempo. O sistema possibilita uma melhor visualização das zonas do coração que, por norma, são de acesso mais difícil através da ecocardiografia convencional.

Em declarações à RTP, um dos médicos do Hospital de São João presentes no curso explicou como este exame a três dimensões pode ser especialmente útil. De acordo com Filipe Macedo, quando existam, por exemplo, “patologias da válvula mitral ou outras em que haja uma grande complexidade anatómica” a tecnologia poderá dar uma ajuda significativa.

Embora só tenha começado a ser utilizada há pouco tempo no nosso País, este tipo de ecocardiografia chegou a Espanha há mais de 10 anos. José Zamorano, médico do Hospital de S. Carlos, em Madrid, defende que esta é “uma grande inovação e um passo diferente” quando comparado com a tridimensionalidade noutros exames, como os da ginecologia.

“O coração move-se muito mais do que um bebé. Bate cem mil vezes por dia, expulsa sete litros de sangue por dia. Como está sempre a contrair-se, a tecnologia tem que ser superior, melhor do que a utilizada para ver um bebé”, acrescentou Zamorano por ocasião do curso teórico-prático, que permitiu aos especialistas realizar um exame verdadeiro a uma paciente.

A RTP avançou ainda que esta tecnologia tem também vantagens em relação à convencional ao nível dos custos. A ecocardiografia 3D pode contribuir para eliminar vários exames que até aqui eram obrigatórios, ajudando a reduzir os gastos.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close