Saúde

Portuguesa estuda solução para infeções hospitalares

NULL
Versão para impressão
Paula Salgado é um dos elementos da equipa londrina que estudou uma forma de eliminar eficazmente as doenças provocadas por um fungo responsável por grande parte das infeções hospitalares. A investigação foi publicada, esta terça-feira, na revista “Proceedings of the National Academy of Science”.

Segundo a introdução do estudo, “Candida albicans é o fungo patogénico mais comum em seres humanos e traz um importante risco de vida em infeções nosocomiais” (infeções diagnosticadas durante a hospitalização e que não estavam presentes nem em incubação na altura da admissão hospitalar).

A investigação concluiu, pela primeira vez, como este fungo consegue reconhecer e ligar-se a tecidos humanos, causando infeções.

Em pessoas saudáveis, essas infeções manifestam-se essencialmente através de irritações vaginais ou orais. No entanto, em doentes com o sistema imunitário debilitado, nomeadamente devido a quimioterapia, transplantes ou HIV, o fungo pode circular pelo sangue e atacar vários órgãos, podendo atingir uma taxa de mortalidade até aos 50 por cento.

Em declarações à Lusa, Paula Salgado disse que o trabalho de investigação feito ao longo dos últimos três anos será “determinante para se poderem desenhar os fármacos mais eficazes” para combater este tipo de infeções.

Clique AQUI para aceder à introdução do estudo.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close