Ciência

Português lidera estudo europeu sobre radiações

Graciano Paul, professor coordenador de Radiologia na Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Instituto Politécnico de Coimbra, lidera um consórcio europeu responsável por avaliar a aplicação de uma Directiva Comunitária sobre a exposição à radiaçã
Versão para impressão
Graciano Paul, professor coordenador de Radiologia na Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Instituto Politécnico de Coimbra, lidera um consórcio europeu responsável por avaliar a aplicação de uma Directiva Comunitária sobre a exposição à radiação ionizante para fins médicos.

O responsável explicou à Lusa que o estudo incidirá sobre a regulação adotada em cada um dos países e a formação dos profissionais médicos. O objetivo é construir linhas orientadoras com vista à harmonização dos aspectos relacionados com a proteção radiológica, no espaço europeu.

“Há um conhecimento claro da União Europeia de que os países não estão a cumprir”, referiu Graciano Paulo, reportando-se à Directiva Comunitária EURATOM 97/43, sobre exposição à radiação ionizante para fins médicos, concretamente no que diz respeito à formação e prática em Protecção Radiológica, pelos técnicos, médicos e especialistas em Física Médica.

O estudo, que ficará concluído em março de 2013, será um contributo para a harmonização de práticas que a União Europeia pretenderá, no sentido de “proteger os cidadãos” das radiações, observou.

Formulará ainda recomendações, nomeadamente para a organização de cursos de Medicina, Radiologia e Medicina Física.
“Há uma preocupação mundial”, referiu Graciano Paulo, frisando que, apesar de as tecnologias estarem a evoluir muito, as referências na literatura não acompanham essa tendência, eventualmente por se recorrer mais aos diagnósticos e tratamentos com radiações ionizantes.

O grupo liderado pelo docente daquela escola de Coimbra iniciou os trabalhos numa reunião preparatória que teve lugar nos dias 4 e 5 de fevereiro, na sede da Direção-Geral de Energia da Comissão Europeia, no Luxemburgo.

O consórcio que vai desenvolver este estudo é formado por seis organizações europeias, entre elas a “European Federation of Radiographers Societies” (EFRS), da qual Graciano Paulo é vice-presidente.

[Noticia sugerida pelo utilizador Vitor Fernandes]

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close