Inovação e Tecnologia

Português cria ‘software’ para estúdios de Hollywood

O português Nuno Fonseca desenvolveu uma nova tecnologia áudio que está, neste momento, a ser testada em seis estúdios de cinema de Hollywood, nos EUA. O 'software' tem capacidade para lidar com milhares e até milhões de sons em simultâneo.
Versão para impressão
O português Nuno Fonseca desenvolveu uma nova tecnologia áudio que está, neste momento, a ser testada em seis estúdios de cinema de Hollywood, nos EUA. O 'software' tem capacidade para lidar com milhares e até milhões de sons em simultâneo, sendo vocacionado para grandes produções cinematográficas.
 
A solução criada por Nuno Fonseca, docente na Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do Instituto Politécnico de Leiria (IP Leiria), utiliza sistemas de partículas, uma técnica bastante utilizada na área da imagem, em especial em efeitos visuais e computação gráfica, que, assim, é aplicada à área do som. 
 
“Atualmente, se for preciso realizar uma cena de guerra com 10.000 soldados, o 'sound designer' irá, provavelmente, criar de forma manual algumas dezenas de pistas de áudio para tentar recriar o som ambiente. Com esta nova tecnologia, o computador consegue criar e gerir milhares de sons em simultâneo, conseguindo um resultado muito mais realista e com muito menos trabalho”, exemplifica o português em comunicado enviado ao Boas Notícias.
 
Segundo Nuno Fonseca, o 'software' distingue-se também pela capacidade de tirar partido dos sistemas mais recentes de som para cinema, como o Dolby Atmos ou o Auro-3D, alguns dos quais ainda não chegaram às salas de cinema portuguesas.
 
Atualmente, a tecnologia está a ser testada nos prestigiados estúdios 20th Century Fox, Disney, Paramount Pictures, Sony Pictures, Universal e Warner Bros, em Hollywood, bem como de outras organizações como a Playstation Santa Monica Studios, a BBC, a Turner Broadcasting, a RadioFrance e a Universidade de Stanford, nos EUA. 

Português divulgou o seu novo 'software' nos EUA
 

Nuno Fonseca divulgou a sua nova aplicação nos Estados Unidos, onde deu várias palestras na Paramount Pictures, na 20th Century Fox e na Universal, em Los Angeles, e participou já em reuniões com executivos e profissionais de outros estúdios.
 
Na sua visita aos EUA, o docente do IP Leiria passou pelos famosos Pinewood Studios, nos arredores de Londres, onde foram gravados os filmes da saga “Harry Potter” e “007”, e onde está, nest momento, a ser rodado o novo filme da “Guerra das Estrelas”.

Nestes estúdios, conta o IP Leiria, apresentou a tecnologia inovadora aos diversos elementos da equipa de pós-produção áudio, incluindo Glenn Freemantle, vencedor do Óscar para melhor “Sound Editing” do ano passado, com o filme “Gravidade”.

 
De salientar, porém, que estes não são os primeiros contactos de Nuno Fonseca com indústria cinematográfica internacional. O português já colaborou, por exemplo, diversas vezes com a empresa Eastwest, de Los Angeles, ao criar um 'software' que permite colocar o computador a cantar como um coro sinfónico, utilizado por diversos compositores de bandas sonoras de cinema, de TV e de jogos de todo o mundo. 
 
Nuno Fonseca dá aulas no departamento de Engenharia Informática da ESTG/IPLeiria e coordena, igualmente, a nova licenciatura em Jogos Digitais e Multimédia daquela instituição. É ainda professor convidado da Escola Superior de Música de Lisboa e membro do “Technical Committee on Sound for Digital Cinema & Television” da Audio Engineering Society, e membro da Society of Motion Pictures & Television Engineers.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close