Inovação e Tecnologia

Português cria sistema de localização “low-cost”

Um investigador português desenvolveu um sistema de localização de baixo custo que pode ser aplicado a pessoas, bens e animais.
Versão para impressão
Um investigador português desenvolveu um sistema de localização de baixo custo que pode ser aplicado a pessoas, bens e animais. Luís Figueiredo, docente do Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e coordenador do projeto Magic Tracking, explica que o dispositivo foi criado a pensar, especialmente, “em pessoas que sofrem de Alzheimer, que facilmente perdem o sentido de orientação, deixam de conhecer os locais onde estão e se perdem”.
 
O Magic Tracking é, portanto, um dispositivo “de localização para pessoas ou bens que utiliza o sistema global de posicionamento através de satélite, mais conhecido por GPS”, conta o seu criador à agência Lusa. Segundo Luís Figueiredo, o sistema “funciona como um relógio” e permite, por exemplo, aos familiares, detetar o paradeiro das pessoas desaparecidas, visualizando a sua localização no computador, através do Google Earth. 
 
Apesar de ter a ideia inicial ser destinada à localização de familiares, Luís Figueiredo acredita que o dispositivo poderá ter também grande utilidade para instituições que cuidam de idosos e estão preocupadas com a segurança dos utentes. Através da aplicação daquele sistema durante saídas e passeios, por exemplo, os vigilantes saberiam “sempre onde é que estava cada uma das pessoas”.
 
De acordo com o coordenador, o Magic Tracking tem ainda potencialidade para, no futuro, ajudar caçadores a evitar o extravio de cães durante as caçadas. “Com um dispositivo destes acoplado à coleira do cão, facilmente podem recuperar o animal e isto sempre a custos extremamente reduzidos”, observa.
 
Na verdade, é o preço a maior vantagem deste equipamento. Embora, admite Luís Figueiredo, o sistema não seja “uma novidade”, distingue-se pelos “preços” e pelas “funcionalidades”, permitindo proteger familiares, amigos, animais, automóveis e outros bens com custos anuais “extremamente baixos”. 
 
O responsável adianta que os equipamentos são comercializados pela empresa MagicKey, sediada no IPG, a preços que variam entre 100 e 150 euros. A companhia disponibiliza muitas outras aplicações, como a MagicEye ou a MagicWheelChair, todas destinadas a melhorar a qualidade de vida dos cidadãos com deficiência. 

[Notícia sugerida por Sofia Baptista]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close