Sociedade

Português convidado para avaliar candidaturas da UNESCO

Um professor universitário português foi convidado pela UNESCO para integrar o Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (ICOMOS) como consultor e avaliar as candidaturas a Património da Humanidade.
Versão para impressão
Um professor universitário português foi convidado pela UNESCO para integrar o Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (ICOMOS) como consultor e avaliar as candidaturas a Património da Humanidade. José Cordeiro, da Universidade do Minho, vai passar a integrar um grupo restrito e multidisciplinar de peritos que atuam diretamente nas propostas ligadas à arqueologia e património industrial. 
 
Em comunicado enviado ao Boas Notícias, o docente de 59 anos diz-se surpreendido com o convite que “acaba por ser um reconhecimento do meu trabalho de há quase três décadas nesta área e na direção de entidades como o Comité Internacional para a Conservação do Património Industrial (TICCIH), um organismo consultor da UNESCO”. 
 
O investigador sublinha que a UNESCO tem recebido cada vez mais candidaturas de todo o mundo no âmbito do património industrial, pelo que houve necessidade de reforçar as equipas de avaliadores.
 
Cada candidatura que chega é analisada por diversos peritos, que elaboram pareceres por forma a que a decisão final seja inequívoca. Atualmente, a estrutura do ICOMOS inclui arquitetos, historiadores, arqueólogos, historiadores de arte, geógrafos, antropólogos, engenheiros e urbanistas. A organização conta com sede em Paris e é a única ONG a trabalhar de forma integrada na conservação e proteção de locais de património cultural. 
 
José Cordeiro é doutorado em História Contemporânea pela Universidade do Minho, na qual é professor do Departamento de História desde 1988 e investigador do CITCEM – Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória. Preside ainda à Associação Portuguesa para o Património Industrial, é diretor do Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave, diretor da revista “Arqueologia Industrial” e representante português do TICCIH. 
 
Faz também parte conselho editorial de quatro revistas internacionais, tendo publicado já dez livros e mais de 50 artigos científicos, sobretudo sobre arqueologia industrial e história económica e política. 
 
Foi também diretor científico do Museu da Ciência e Indústria do Porto, coordenador nacional do projeto do Conselho da Europa “Itinerários Culturais Europeus: As Rotas do Têxtil” e colaborou no “Dicionário de História de Portugal”.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close