Sociedade

Português atravessa o Atlântico em homenagem à seleção

No final deste mês, o português Ricardo Diniz vai embarcar numa viagem de Lisboa para São Salvador da Bahia, no Brasil, em homenagem à seleção nacional e à sua participação no Mundial de Futebol 2014. A navegação lembra a descoberta feita há 514 anos
Versão para impressão
No final deste mês, o português Ricardo Diniz vai embarcar numa viagem de Lisboa para São Salvador da Bahia, no Brasil, em homenagem à seleção nacional e à sua participação no Mundial de Futebol 2014. A navegação lembra a descoberta feita há 514 anos, também num barco à vela, e pretende estreitar laços entre os dois lados do Atlântico. 
 
O veleiro onde será feita a viagem conta com aplicações de cortiça em diferentes áreas, por forma a que o conforto do espaço seja maior, mesmo nas alturas em que o mar esteja mais conturbado. 
 
A opção é do próprio velejador, pelo potencial técnico daquele material e por este ser também um símbolo do próprio país. “A presença da cortiça vai confortar-me ao longo desta viagem em que vou ser só eu e o mar”, diz em comunicado enviado ao Boas Notícias. “O seu toque e cheiro vão ajudar-me a levar comigo um pouco da nossa casa”. 
 
Como tal, no interior da cabine da embarcação foi aplicada cortiça de alta densidade para revestir o piso e algumas partes laterais, de maneira a assegurar o conforto e a segurança necessária para os movimentos naquele espaço exíguo. 
 
Também o painel de instrumentos foi revestido a 'cork-leather', incutindo um visual natural à bancada de trabalho, onde estão os instrumentos de apoio ao trabalho de Ricardo Diniz. No fim, toda a envolência de cortiça na cabine confere uma noção de espaço acolhedor e confortável que ajuda o navegador a suportar melhor os 45 dias de viagem. 
 
Já no exterior, foi aplicado um tapete de cortiça aglomerada com uma base de borracha reciclada, especialmente concebido para este veleiro tendo em conta a segurança do português. O fato de a cortiça manter a sua temperatura inalterada, vai evitar que Ricardo Diniz fique sujeito a temperaturas elevadas, mesmo quando exposto diretamente ao sol. 
 
A iniciativa conta com o apoio da Corticeira Amorim, que diz ter muito orgulho em poder ajudar o velejador luso a “levar ao mundo aquilo que de melhor se faz em Portugal”.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close