Sociedade

Portugal lança linha de jogos didáticos inclusivos

É um jogo de cartas com uma linguagem universal e acessível a toda a população, com leitura em braille, língua gestual e alfabeto fonético. A primeira coleção portuguesa de material didáctico inclusivo está disponível, mesmo, para todos.
Versão para impressão
É um jogo de cartas com uma linguagem universal e acessível a toda a população, com leitura em braille, língua gestual e alfabeto fonético. O primeiro jogo da coleção portuguesa de material didáctico inclusivo está disponível, mesmo, para todos. 

A nova coleção foi criada por Celmira Macedo, especialista em Educação Especial, e desenvolvida pela Associação Leque. O projeto, com o nome EKUI (Equidade, Knowledge, Universalidade e Inclusão), tem vindo a ser desenvolvido desde 2008 e foi lançado após uma fase de investigação e validação científica rigorosa. 


O jogo EKUI Cards é o primeiro produto da marca EKUI e é constituído por 26 cartas do alfabeto com elementos como o Grafema da Letra e a Letra Manuscrita, a Letra em Braille Táctil e Braille Visual, a Letra em Dactilologia (Alfabeto da Língua Gestual Portuguesa) e Alfabeto Fonético. O jogo está à venda por 13,99 euros.
 
Em comunicado de imprensa, a criadora explica que o EKUI ?é o primeiro produto português com uma estratégia de alfabetização inclusiva, onde todas as pessoas podem comunicar de forma universal?.
 

Para além de ser um produto inovador, o EKUI terá uma linha de montagem a funcionar na Oficina de Inclusão na Comunidade da Associação LEQUE, em Bragança, sendo a assemblagem do produto realizada pelos utentes do centro.

O valor de poupança gerado por esta estratégia, servirá para criar um fundo de maneio para aquisição de produtos e matérias terapêuticos da Leque.

 
Segundo Celmira Macedo, ?a componente solidária não fica somente nesta vertente, pois percentagem das receitas de venda reverterão para outras Instituições de Acção Social a nível nacional?.
 
O projecto EKUI tem o apoio da Fundação EDP, Fundação Montepio, Missão Sorriso e dos Municípios de Alfândega da Fé e Mogadouro. Já este ano, o EKUI recebeu, por parte do Instituto de Empreendedorismo Social, o Selo Es+, que o distingue como uma iniciativa de Elevado Potencial de Empreendedorismo Social.
 
A nova linha pretende chegar a milhares de crianças com necessidades especiais e aos respetivos educadores, sendo que pode e deve também ser usada pela restante população. Celmira Macedo, resume o projecto na seguinte afirmação ?com o EKUI, traçaremos o caminho da inclusão?.

Notícia sugerida por Maria Pandina

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close