Saúde

Portugal implanta pacemaker mais pequeno do mundo

Mede apenas 2,5 centímetros e dispensa incisão cirúrgica. Esta segunda-feira, o Hospital de Santa Cruz, em Carnaxide, implantou o pacemaker mais pequeno do mundo, tornando-se um dos centros pioneiros a disponibilizar este novo dispositivo aos seus pa
Versão para impressão
Mede apenas 2,5 centímetros e dispensa incisão cirúrgica. Esta segunda-feira, o Hospital de Santa Cruz, em Carnaxide, Lisboa, implantou pela primeira vez em Portugal o pacemaker mais pequeno do mundo, tornando-se um dos centros pioneiros a disponibilizar este novo dispositivo aos seus pacientes.
 
“Este primeiro implante marca uma nova etapa no tratamento das arritmias cardíacas já que, ao contrário do pacemaker convencional, este novo dispositivo é implantado diretamente no coração através de um procedimento minimamente invasivo, sem necessidade de colocação de cabos – elétrodos, que são os principais responsáveis pelas complicações a longo prazo”, refere Pedro Aragão, coordenador da Unidade de Arritmologia de Intervenção do hospital em questão, num comunicado enviado ao Boas Notícias. 
 
Outra das vantagens que esta cápsula cardíaca apresenta é o facto de “não ser necessária incisão cirúrgica no peito, eliminando, desta forma, qualquer sinal visível do pacemaker e reduzindo o risco de incisões e tempo de recuperação dos pacientes”, acrescenta o professor Pedro Aragão.

Dispositivo colocado através de cateter
 
O novo dispositivo mede apenas 2,5 cm, o que representa um décimo do tamanho normal de um pacemaker convencional. Devido às suas reduzidas dimensões, a cápsula cardíaca coloca-se no coração através de um cateter inserido através da veia femoral.
 
Uma vez colocado, o pacemaker fica preso à parede do coração, podendo ser reposicionado sempre que assim for necessário. O mini dispositivo cardíaco fornece impulsos elétricos que estabelecem o ritmo cardíaco através de um pequeno elétrodo colocado na sua extremidade. 

Bateria dura 10 anos
 
Apesar do seu tamanho reduzido, o novo dispositivo tem uma bateria que dura, em média, 10 anos, sendo essa outra das vantagens apresentadas pelo pagemaker em questão. 
 
O dispositivo responde aos níveis de atividade do doente, ajustando-se automaticamente a cada pessoa, permitindo ainda que os seus portadores tenham acesso aos meios de diagnóstico mais avançados, uma vez que é compatível com ressonância magnética.

A colocação de um pacemaker é o método mais utilizado para o tratamento da bradicardia, uma perturbação do ritmo cardíaco caraterizada por um batimento lento.

Estima-se que haja mais de um milhão de pessoas portadoras de pacemakers em todo o mundo. Esta cirurgia, pela primeira vez implantada em Portugal, vem facilitar a vida de profissionais e pacientes afetados por esta condição.

Notícia sugerida por Patrícia Guedes

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close