Desporto

Portugal é vice-campeão mundial de surf

A Seleção Nacional de Surf sagrou-se, no domingo, vice-campeã mundial da modalidade durante os ISA World Surfing Games, que se realizaram na Nicarágua entre 31 de Maio e 7 de Junho.
Versão para impressão
A Seleção Nacional de Surf sagrou-se, no domingo, vice-campeã mundial da modalidade durante os ISA World Surfing Games, que se realizaram na Nicarágua entre 31 de Maio e 7 de Junho. Nicolau von Rupp foi o português melhor classificado, conquistando o segundo lugar e a medalha da prata na última etapa.
 
A Costa Rica foi a grande vencedora da competição, tendo garantido o ouro e o título de campeã do mundo. Além de Portugal, vice-campeão, completaram o pódio os Estados Unidos, que terminaram a prova em 3.º lugar e asseguraram o bronze. 
 
Para o triunfo de Portugal contribuiu, em muito, a prestação de Nicolau von Rupp, que ganhou a prata com um segundo lugar na etapa final da categoria individual de “Surf Open”.  “Foi um orgulho representar a Federação Portuguesa de Surf”, escreveu o atleta na sua página oficial no Facebook.
 
Os portugueses Miguel Blanco e Vasco Ribeiro partilharam, também na categoria de “Surf Open”, o 13.º lugar, ao passo que 25.ª posição foi ocupada por outro atleta nacional: José Ferreira.


Vitória foi muito celebrada pela Seleção Nacional na Nicarágua © ISA 
 

Destaque ainda para o desempenho das atletas femininas, em especial o da jovem surfista portuguesa Teresa Bonvalot que, com apenas 15 anos, arrecadou o 9.º lugar mundial na sua categoria, revela um comunicado da Federação Portuguesa de Surf. Camilla Kemp, a outra representante feminina portuguesa, terminou a prova na 25.ª posição.
 
“Os nossos atletas estiveram a um nível elevadíssimo”, afirma David Raimundo, selecionador nacional de surf. “Estou muito orgulhoso do trabalho que fizemos com o apoio da Federação Portuguesa de Surf, de todos os nossos surfistas e deste resultado histórico para a nossa seleção”, confessa o técnico.
 
Para João Aranha, presidente da federação, este resultado é “um retorno muito positivo para o investimento” feito na Seleção Nacional de Surf. “Espero que esta distinção, que reforça a posição de Portugal como potência mundial de surf, abra portas a fundos para competirmos em mais provas internacionais”, acrescenta o responsável. 
 
Organizados pela Associação Internacional de Surf (ISA, na sigla em inglês), os World Surfing Games constituem-se como um evento no qual os atletas competem por medalhas não só a nível individual, como a título coletivo. Este ano, participaram na prova 27 seleções de todo o mundo, representadas por 132 atletas.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close