Sociedade

Portugal assinala Dia Internacional da Mulher

Esta sexta-feira, 08 de Março, assinala-se mais um Dia Internacional da Mulher. Em Portugal, a data é celebrada com iniciativas de norte a sul em defesa dos direitos das mulheres.
Versão para impressão
Esta sexta-feira, 08 de Março, assinala-se mais um Dia Internacional da Mulher. Em Portugal, a data é celebrada com iniciativas de norte a sul em defesa dos direitos das mulheres, lembrando que as portuguesas ganham em média menos 18% do que os homens, e continuam pouco representadas nos conselhos de administração.
 
Esta manhã, a sessão plenária no Parlamento vai discutir e votar vários projetos de resolução do PCP, Bloco de Esquerda, PS e Partido Ecologista “Os Verdes” em prol dos direitos das mulheres, que passam pelo combate ao empobrecimento das mulheres e às discriminações salariais e pelo alargamento da proteção da parentalidade, entre outros temas.
 
Também de manhã, a Confederação geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP-In) assinala o Dia Internacional da Mulher com ações nos locais de trabalho e nas ruas, estando previsto que o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL) promova plenários e realize uma tribuna pública, na qual vai denunciar casos de discriminação laboral de mulheres.
 

A Câmara de Lisboa promove, das 14h às 15h30, no Centro de Documentação do Município, Campo Grande, um conjunto de conversas sobre a temática “O Dia da Mulher no século XXI“. A crise económica, as novas tecnologias, as ações legislativas referentes à igualdade e direitos das mulheres, são alguns dos temas que marcaram o encontro que conta a presença de Maria do Céu Guerra  (atriz) e Alice Vieira (escritora), entre outras personalidades.

Mais à tarde, pelas 15:00, a secretária de Estado Teresa Morais promove, no auditório novo da Assembleia da República, um colóquio para assinalar o Dia Internacional da Mulher, sob o tema “Decidir em igualdade: paridade na tomada de decisão económica”.
 
As iniciativas multiplicam-se um pouco por todo o país, como, por exemplo, em Braga, com uma tertúlia sobre “Género, minorias e multiculturalismos”, organizada pela associação cabo-verdiana. Em Coimbra, com uma concentração organizada pela União de Mulheres Alternativa e Resposta. E no Porto, com um jantar tertúlia do “Ciclo Feminino”, com a presença das escritoras Isabel Alçada e Luísa Castel-Branco.
 

No Algarve, o dia é assinalado no Teatro Municipal de Faro com um espetáculo, que arranca às 21h20, e inclui dança, fados, música popular e tradicional portuguesa, música jazz, folclore. O evento é promovido pelo Movimento Democrático de Mulheres e os bilhetes têm um preço simbólico de 1 euro.
 

Portuguesas trabalham mais 65 dias para terem mesmo ordenado
 
O Dia da Mulher ficou para história depois de uma greve inédita organizada, em Março de 1857, por centenas de operárias de uma fábrica, em Nova Iorque (EUA), para reivindicar melhores condições de trabalho.

Aquelas mulheres exigiam, por exemplo, a redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas diárias), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber um terço do salário de um homem) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

Muita coisa mudou entretanto, mas os dados da Comissão Europeia revelam que, em Portugal, as mulheres ainda têm de trabalhar mais 65 dias do que os homens, para terem o mesmo ordenado, já que ganham em média menos 18%.

Nos eventos nacionais, será lembrada a presença residual de mulheres nos conselhos de administração das maiores empresas portuguesas, representando apenas 6% do total, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), que refere existirem 162 mil empresárias, em Portugal.
 
Apesar de estarem em clara minoria nos conselhos de administração, em 2011, havia 162 mil mulheres que eram empregadoras (35% do total nacional). Com uma idade média de 43,1 anos, uma em cada quatro empresárias possui um curso superior.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close