Educação e Formação Em Destaque

Politécnicos de Bragança, Leiria e Viana do Castelo lançam licenciatura pioneira

Mobilidade em Engenharia Alimentar é a novidade
Versão para impressão
A iniciativa é única no país e pretende que os estudantes que se inscreverem na licenciatura em Engenharia Alimentar tenham mobilidade entre os Politécnicos de Leiria, Bragança e Viana do Castelo.

Além da formação científica e técnica de base, e da interação com o tecido empresarial e industrial de cada região, permite que os alunos em mobilidade possam adquirir competências nas áreas em que cada instituição é especialista – lacticínios e vinhos em Viana do Castelo, recursos alimentares marinhos, hortofrutícolas e cereais em Leiria (Peniche), e carnes e azeite em Bragança.

Rui Ganhão, coordenador da licenciatura em Engenharia Alimentar no Politécnico de Leiria, salienta que «a licenciatura responde às necessidades do mercado, que carece de oferta de mão-de-obra especializada em Portugal».

Com a duração de três anos, no primeiro ano de formação o estudante recebe a preparação geral base na instituição de origem, e nos três semestres seguintes pode escolher qual a região/instituição ideal para aquisição de competências em áreas específicas e do seu interesse. De salientar que os alunos em mobilidade têm direito a alojamento, que fica a cargo da instituição recetora. No sexto e último semestre da licenciatura os estudantes regressam à instituição de origem para, no âmbito de estágio ou projeto, interagirem com o tecido empresarial regional, desenvolverem novos produtos ou processos adequados às necessidades do mercado.

«Trata-se de uma licenciatura que tem como suporte a metodologia de project based learning, que pretende que haja uma participação ativa na aprendizagem, e por isso, eminentemente prática», explica o docente. O know-how de cada instituição revelou-se fundamental para o estabelecimento desta licenciatura que conta ainda com o apoio da Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares (FIPA) e da Associação do Cluster Agroindustrial do Centro (INOVCLUSTER).

A licenciatura tripartida em Engenharia Alimentar entra em funcionamento já em setembro, sendo as provas de acesso um dos seguintes pares: Matemática / Física e Química ou Matemática / Biologia e Geologia (em aprovação).

O Politécnico de Leiria e o Politécnico de Viana do Castelo abrem também no próximo ano letivo o mestrado em Engenharia Alimentar, que permitirá o prosseguimento de estudos na área.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close