Mundo

Pintora paralisada cria obras de arte só com o olhar

Apesar de ter ficado paralisada do pescoço para baixo e de ter sido forçada a conviver com uma nova realidade, Sarah Ezekiel não abandonou a sua maior paixão: a pintura. Hoje, pinta apenas com o movimento dos olhos e o sucesso das obras é enorme.
Versão para impressão
A vida de Sarah Ezekiel mudou drasticamente depois de ter sido diagnosticada com doença do neurónio motor (MND, na sigla em inglês), patologia que afeta o movimento geral do corpo. Apesar de ter ficado paralisada do pescoço para baixo e de ter sido forçada a conviver com uma nova realidade, a britânica não abandonou a sua maior paixão: a pintura. Hoje, pinta apenas com o movimento dos olhos e o sucesso é tanto que as suas obras vão mesmo ser expostas.
 
“Em 2000 senti uma espécie de fraqueza no meu braço esquerdo e notei que a minha fala parecia arrastada. Dois meses depois fizeram-me o diagnóstico definitivo. Aconteceu tudo demasiado rápido e fiquei aterrorizada”, confessa Sarah, de 46 anos, no seu site oficial.
 
À medida que a doença foi avançando, a situação tornou-se mais negra: o casamento desfez-se e a inglesa tornou-se incapaz de cuidar dos filhos e de si própria, tendo sucumbido à depressão. Porém, Sarah Ezekiel lutou para reerguer-se. E conseguiu. Atualmente, vive com os dois filhos, Aviva, de 15 anos, e Eric, de 12, e considera-se feliz.
 
O que mais impressiona na sua história é, porém, o facto de não ter deixado para trás o seu maior 'hobbie': a pintura. Graças ao computador Tobii Eyegaze, cuja tecnologia acompanha os movimentos dos olhos através de infravermelhos e dá ao utilizador um total controlo do rato com o olhar, Sarah continuou a criar autênticas obras de arte.

 
Algumas das pinturas são criadas de raiz, outras inspiradas em imagens que descobre online ou que os seus admiradores lhe enviam, mas todas têm algo em comum: são feitas somente com recurso ao movimento do olhar, que controla totalmente o dispositivo que custa 3,200 libras (cerca de 3.900 euros) e que pode ser ligado a qualquer computador de secretária. 
 
Com recurso à mesma tecnologia, Sarah consegue ainda enviar e-mails, marcar encontros – e reuniões de negócios – e conversar com familiares e amigos.

A britânica tem-se dedicado à venda dos seus quadros e, entretanto, criou uma organização sem fins lucrativos para que todo o dinheiro arrecadado a partir dessas vendas possa ajudar a que outras pessoas com o mesmo problema adquiram, também elas, um computador Tobii Eyegaze e ganhem maior independência.

 
“Cerca de 5.000 pessoas sofrem com esta doença devastadora no Reino Unido e cinco morrem devido a ela diariamente. O meu objetivo é continuar a alertar consciências para a MND até que seja encontrada uma cura”, conclui.

Clique AQUI para aceder ao site oficial de Sarah Ezekiel e conhecer outras obras da artista.

[Notícia sugerida por Patrícia Guedes]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close