Negócios e Empreendorismo

Pesca: Açores vão receber mais verbas europeias

A comissária europeia das Pescas e Assuntos Marítimos, Maria Damanaki, anunciou, esta segunda-feira, que o arquipélago dos Açores vai beneficiar de mais verbas comunitárias para as pescas ao abrigo do novo orçamento plurianual para 2014-2020.
Versão para impressão
A comissária europeia das Pescas e Assuntos Marítimos, Maria Damanaki, anunciou, esta segunda-feira, que o arquipélago dos Açores vai beneficiar de mais verbas comunitárias para as pescas ao abrigo do novo orçamento plurianual para 2014-2020.
 
Damanaki, que falou aos jornalistas na sequência de uma audiência em Ponta Delgada com o presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, garantiu que “vamos ter um bom orçamento para os Açores, superior ao anterior”.
 
“É só isso que posso dizer por agora. Apenas não posso ser mais específica, uma vez que ainda não há uma decisão final sobre o orçamento global”, acrescentou a comissária europeia, que salvaguardou, no entanto, que a taxa de cofinanciamento de projetos para a pesca artesanal vai aumentar para os 75%. 
 
De acordo com a titular da pasta das Pescas da Comissão Europeia, a nova Política Comum de Pescas (PCP) vai privilegiar as frotas artesanais e a prática sustentável de pesca, algo que beneficia as ilhas açorianas.
 
“Sei que os Açores pescam de forma sustentável e usam artes de pesca amigas do ambiente. Posso, assim, dizer que a reforma da PCP já chegou aqui, de certa forma”, salientou Maria Damanaki.
 
Durante a sua visita oficial ao arquipélago português, Damanaki disse ainda estar “otimista” em relação à PCP, que deverá vir a sofrer alterações já no próximo ano.
 
“Em alguns aspetos vamos ter de promover algumas mudanças nos Açores relativas predominantemente à boa rotulagem dos produtos e às maiores vantagens do que se pesca atualmente, bem como em relação aos produtos relacionados com a inovação e a segurança marítima”, desvendou a comissária.
 
A responsável garantiu também estar convicta de que há melhoramentos que se podem introduzir na atividade piscatória dos Açores, sublinhando que, no seu entender, é possível, em algumas áreas, aumentar as quotas de pesca da região, que, no futuro, ficarão relacionadas apenas com os pareceres científicos em detrimento da decisão política.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close