Em Destaque

Perguntas e respostas sobre antibióticos!

A sua ajuda é crucial na luta contra a resistência aos antibióticos!
Versão para impressão

 

por Soraia Ribeiro, médica de Medicina Geral e Familiar

  1. Qual é a diferença entre uma inflamação e uma infeção?

A inflamação ocorre como resposta do nosso organismo a uma agressão, como por exemplo: traumatismos, cortes ou queimaduras. Geralmente, a reação inflamatória tem o objetivo de reparar as consequências da agressão. Por outro lado, a infeção implica o envolvimento de organismos externos: bactérias, vírus, fungos ou parasitas. Dependendo do agente responsável pela infeção, o tratamento também varia. Sendo assim: quando há infeção, há também inflamação, que é a forma do nosso organismo nos defender do invasor. No entanto, pode haver inflamação sem que exista infeção.

  1. O que são antibióticos?

Os antibióticos são substâncias capazes de destruir ou inibir o crescimento das bactérias. Estes também podem ser utilizados em algumas infeções causadas por fungos. Um conceito muito importante é: os antibióticos não destroem vírus.

  1. Então como se tratam as infeções causadas pelos vírus?

O nosso organismo, na maioria das vezes, consegue combater os vírus sozinho. Mas, até a infeção estar resolvida, os sintomas podem incomodar muito a pessoa (como é o caso da febre, corrimento nasal, espirros, dor de garganta, tosse, etc.). Por isso, geralmente o tratamento é dirigido ao alívio dos sintomas e não à atuação no vírus. Por vezes, em situações específicas, são usados medicamentos antivíricos (como por exemplo, na infeção pelo vírus herpes ou no caso do vírus da imunodeficiência humana – VIH).

  1. Mas, já me disseram que tinha uma infeção causada por vírus e acabei por precisar de antibiótico…

Em alguns casos, pode inicialmente haver uma infeção causada por vírus e, no decorrer da doença, passar a haver também invasão por bactérias. Mas isso nem sempre acontece. Quando os sintomas indicam haver apenas a presença de vírus, a toma de antibióticos não acelera a recuperação. O uso desnecessário de antibióticos pode conduzir a um problema grave: a resistência aos antibióticos. Isso significa que algumas bactérias desenvolvem mecanismos de defesa e os antibióticos que antes eram eficazes, deixam de o ser.

  1. Conselhos finais sobre antibióticos:

– Não se automedique com antibióticos. Se desconfiar que tem uma infeção, procure a opinião do seu médico;

– No caso de lhe ser prescrito um antibiótico, complete todas as doses, mesmo que já esteja melhor;

– Avise o seu médico se for alérgico a algum antibiótico;

– Não partilhe antibióticos com outras pessoas.

 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Mais recentes

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close