Negócios e Empreendorismo

Peniche: Fábrica cresce para satisfazer exportações

É um exemplo de que ainda é possível contrariar a crise em Portugal. A fábrica de congelação e transformação do pescado Nigel acaba de remodelar a unidade industrial para satisfazer as exigências do mercado externo e aumentou a equipa.
Versão para impressão
É um exemplo de que ainda é possível contrariar a crise em Portugal. A fábrica de congelação e transformação do pescado Nigel, localizada em Peniche, acaba de investir três milhões de euros na remodelação total da unidade industrial para satisfazer com mais eficácia as exigências do mercado externo, tendo inclusive ampliado o número de funcionários.
 
As obras em causa permitiram remodelar as áreas de transformação e de congelação do pescado, aumentando a capacidade de produção, o embalamento e a congelação e melhorando, também, as condições ambientais, com a construção de uma estação de tratamento de águas residuais.
 
Além disso, a ampliação da zona de produção fez com que a empresa contratasse 10 novos trabalhadores, elevando, assim, para 110 os postos de trabalho de que atualmente dispõe. “Foi uma recuperação total da fábrica para criarmos mais condições para responder às exigências do mercado externo”, explicou à Lusa o administrador da Nigel, José Augusto Nicolau.
 
A fábrica em causa transforma diversas espécies de peixe e marisco e também legumes, disponibilizando produtos congelados não só pré-cozinhados como também refeições prontas ultracongeladas.
 
Segundo o responsável, a empresa já registou, este ano, um aumento de 22% nas vendas, devendo aumentar o volume de exportações e chegar a Dezembro com uma faturação total de 13 milhões de euros.
 
O ano passado, a Nigel faturou 10,7 milhões de euros e exportou metade da sua produção, sobretudo para França, Bélgica, Holanda, Inglaterra, Estados Unidos da América, Canadá, Brasil, Chipre, África do Sul, China e Austrália.
 
Além destes três milhões de euros, a Nigel, que detém 25% do capital e a presidência da administração da fábrica de gelo de Peniche, a Digelo, investiu ainda 800 mil euros nessas instalações, com o objetivo de aumentar a capacidade de armazenamento de gelo de 20 para 53 toneladas diárias.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close