Sociedade

PEC causa impressão positiva na UE

O Fundo Monetário Internacional (FMI) está satisfeito com o Plano de Estabilidade e Crescimento (PEC) apresentado pelo governo português como resposta no combate ao défice público. Quem o garantiu foi a própria porta-voz do FMI, Caroline Atkinson, ao
Versão para impressão
O Fundo Monetário Internacional (FMI) está satisfeito com o Plano de Estabilidade e Crescimento (PEC) apresentado pelo governo português como resposta no combate ao défice público. Quem o garantiu foi a própria porta-voz do FMI, Caroline Atkinson, ao afirmar que  o Plano de Estabilidade e Crescimento português parece “forte” e “apropriado” em termos gerais.” 

A porta-voz do FMI elogiou ainda o caráter realista do Plano, mas sublinhou que o seu sucesso depende da implementação das medidas anunciadas. A OCDE e a Comissão Europeia já fizeram também uma avaliação positiva da estratégia portuguesa para consolidar as contas públicas. O PEC foi apresentado há 10 dias e ainda não foi debatido no Parlamento.

Para reduzir o défice público de 8,3 por cento do PIB para 2010 para 2,8 por cento em 2013, o plano propõe algumas medidas como o congelamento de salários dos funcionários públicos; novos limites às prestações sociais; aumento de escalão de IRS para rendimentos anuais acima de 45 mil euros; fim de benefícios fiscais;  privatizações e suspensão de alguns investimentos públicos.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close