Em Destaque Inovação e Tecnologia

Pavilhão de Portugal acolhe a maior instalação efémera de cortiça alguma vez feita em todo o mundo

Mega instalação de cortiça acontece no âmbito da 3.ª edição do Archi Summit e é fulminante: estará patente apenas durante dois dias – 6 e 7 de julho – na reconhecida “pala” do Pavilhão de Portugal.
Versão para impressão
por redação

O Archi Summit 2017 não será “apenas” o palco do único encontro de arquitetos, engenheiros e designers realizado em Portugal. Será, também, o mote para a maior exposição efémera de cortiça alguma vez feita no mundo, um projeto que irá envolver cerca de 5 mil blocos de aglomerado negro de cortiça 100% natural, numa clara manifestação pela preservação do meio ambiente e do próprio sobreiro, a Árvore Nacional de Portugal.

Para que tudo ganhe forma, o gabinete de Manuel Aires Mateus, autor do projeto, bem como os SAMI de Setúbal, co-autores da obra, traçaram um objetivo ambicioso: cobrir 2 mil metros quadrados, precisamente a totalidade da área exterior do Pavilhão de Portugal, com cortiça. Esta área corresponde à conhecida “pala” do Pavilhão de Portugal, uma obra projetada pelo galardoado Álvaro Siza Vieira para a Expo 98.

No total, a intervenção ultrapassa os 760 metros cúbicos de cortiça, o que a torna a maior de sempre feita à escala mundial. O material selecionado para este projeto de grande escala – a cortiça – deveu-se à portugalidade do mesmo, enquadrando-se no evento na perfeição, já que a sua organização é 100% portuguesa (embora acolha visitantes de várias nacionalidades) e decorre num edifício projetado por um dos maiores arquitetos portugueses.

Para além da cortiça, outros materiais foram utilizados para representar a história e a cultura portuguesa como, por exemplo, as cerâmicas da Margres (o main sponsor do evento) e da Love Tiles, ambas marcas líderes no fabrico de grés porcelânico em Portugal. Esta exposição encontra-se “no coração” da instalação de cortiça, o que, segundo Bruno Moreira, responsável pela organização do Archi Summit, “a torna ainda mais interessante, multifacetada e apelativa”.

Para o fornecimento da matéria-prima nada melhor do que a portuguesa Corticeira Amorim, líder mundial no setor da cortiça. A empresa – que também patrocina o evento – prepara já uma mega operação logística para viabilizar a entrega do material, o que implica a mobilização de infra estruturas, contingente humano e dezenas de camiões durante vários dias para o efeito.

Toda esta dinâmica partiu da organização do Archi Summit 2017 – o único summit de arquitetura em Portugal – e é processada sob a sua alçada. O evento vai já na 3.ª edição e decorre no Pavilhão de Portugal a 6 e 7 de julho, marcando o regresso de Álvaro Siza Vieira às conferências, bem como a visita de grandes nomes da arquitetura mundial como, por exemplo, Valério Olgiati.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close