Ciência

Passagem de asteróide vai ser visível em Portugal

O asteróide que passa perto da Terra na próxima sexta-feira poderá ser observado em Portugal.
Versão para impressão
O asteróide que se prevê passar perto da Terra na próxima sexta-feira vai ser visível a partir de Portugal. O fenómeno poderá ser observado com recurso a simples binóculos de visualização de aves ou por via de um telescópio amador.
 
O Centro Ciência Viva (CCV) de Constância informa que o corpo rochoso e metálico não está em risco de colidir com o planeta. O fenómeno não será visível a olho nú, mas com a ajuda de binóculos ou de um telescópio, os portugueses poderão identificar no céu o pequeno ponto de luz, entre as 19h40 de 15 de Fevereiro e as 02h00 do dia seguinte (hora de Lisboa). 
 
Nuno Milagaia, coordenador pedagógico do CCV de Constância, explica à agência Lusa que o asteróide vai estar mais brilhante e perto da Terra pelas 19h40, ficando visível até de madrugada com uns binóculos de “boa abertura”.
 
O asteróide será distinguido facilmente das estrelas por se tratar de um ponto de luz em movimento. O corpo rochoso inicia a sua viagem na Constelação de Virgem (sul do firmamento) e deixa de ser observável quando estiver próximo da Estrela Polar (norte).
 
Segundo os dados da agência espacial NASA, o asteróide tem 45 metros de diâmetro e pesa cerca de 135 toneladas, passando pela terra a uma distância de cerca de 28 mil quilómetros, equivalente a um décimo da distância entre a Terra e a Lua.
 
A agência norte-americana informa que este é o maior corpo rochoso e metálico alguma vez detetado a passar tão perto da Terra, sem que existam riscos de colisão. Batizado de 2012 DA 14, o asteróide foi descoberto há um ano atrás.

Clique AQUI para aceder à página da NASA dedicada ao asteróide.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close