Mundo

Pais reencontram filho graças a protesto na Internet

Na Índia, um restaurante da conhecida cadeia de 'fast food' McDonald's recusou-se a deixar entrar um jovem sem-abrigo. A situação foi presenciada por Shaheena Attarwalla, que iniciou uma ação no Facebook contra a marca. O gesto teve grandes repercuss
Versão para impressão
Na Índia, um restaurante da conhecida cadeia McDonald's recusou-se a deixar entrar um rapaz sem-abrigo. A situação, que ocorreu há duas semanas, foi presenciada por Shaheena Attarwalla que iniciou no seu blogue e no Facebook um protesto contra a marca. O gesto teve grandes repercussões nos media, o que permitiu aos pais desse jovem localizarem o filho, que estava desparecido desde 2012.

Raju, um rapaz sem-abrigo, estava a vender balões à porta do restaurante quando Shaheena se ofereceu para lhe pagar uma refeição. Porém, quando entraram no estabelecimento, um dos membros do 'staff' recusou a entrada do rapaz simplesmente por ser sem-abrigo, relata o jornal britânico 'The Mirror'.

Indignada, a mulher decidiu fazer uma campanha no Facebook contra a cadeira de 'fast food', que se tornou viral. Mais tarde, a história chegou aos media, através dos quais os pais de Raju reconheceram o filho.

O menino, desaparecido desde Abril de 2012, tinha sido filmado pelas câmaras do restaurante e a gravação chegou a um canal de televisão, que permitiu aos vizinhos e família dos progenitores de Raju avisar a família da situação.

Hasnain Musharraf, pai do menino, contou ao 'The Mirror' que “não podia acreditar quando fui à casa do vizinho e vi o meu filho na televisão. Não há dúvidas de que seja ele, e por isso, já contatei a polícia”.

Quando o jovem desapareceu, a família de Raju comunicou de imediato a ocorrência às autoridades, que nunca conseguiram encontrar o rapaz. “É incrível e espero estar com ele o mais depressa possível”, acrescentou ainda o pai do jovem.

Neste momento, falta a confirmação da identidade do rapaz, por parte das autoridades, para a família ser voltar a reunir. 

Entretanto, para compensar a 'má ação' (e a má publicidade), a cadeia de restaurantes de 'fast food' anunciou que vai começar a oferecer comida gratuita às crianças desfavorecidas da região.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close