Ciência

Pacientes em estado vegetativo comunicam

O scanner cerebral recentemente desenvolvido ajuda os pacientes em estado vegetativo a comunicar com os respetivos médicos. Segundo a notícia publicada no portal CiênciaHoje.pt, a nova tecnologia deteta respostas de "sim" ou "não".

Versão para impressão
O scanner cerebral recentemente desenvolvido ajuda os pacientes em estado vegetativo a comunicar com os respetivos médicos. Segundo a notícia publicada no portal CiênciaHoje.pt, a nova tecnologia deteta respostas de “sim” ou “não”.

Foi através da Imagem de Ressonância Magnética Funcional (iRMf) que uma equipa de investigadores de Liège e Cambridge registaram a atividade cerebral de um paciente considerado em estado vegetativo há cinco anos. Colocando-lhe perguntas simples como “o nome do seu pai é Thomas?”, por exemplo, os médicos conseguiram não só detetar a atividade cerebral do paciente, como posteriormente registaram alterações na mesma. O grupo de investigadores conseguiu, assim, distinguir respostas positivas de negativas, provando que o paciente estava consciente, ainda que impossibilitado de se mexer ou falar.

Segundo um dos investigadores britânicos citado pelo CiênciaHoje.pt, o paciente “foi capaz de responder corretamente a várias questões e simplesmente modulando pensamentos – que, de seguida, foram descodificados pelo IRMf”.

O estudo realizado pela equipa franco-britânica foi desenvolvido durante três anos. Os resultados revelam que dos 23 pacientes em que o iRMf foi testado, quatro deles responderam positivamente. Audrey Vanhaudenhuyse, neuropsicóloga, também citada no CiênciaHoje.pt, refere que apesar da tecnologia não ser eficiente com todos os pacientes, a técnica pode ajudá-los a “exprimir sentimentos, tomar decisões sobre quem cuida deles e melhorar a sua qualidade de vida”.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close