Em Destaque Mundo

Os países onde reina o emprego

Áustria, Bielorrússia, China, Japão, Montenegro, Taiwan, Tailândia, Ucrânia e Vietname são alguns dos países onde o desemprego é uma miragem.
Versão para impressão
por redação

É na Ásia que se encontra o maior número de países com uma baixa taxa de pessoas sem emprego, inferior a 5 %, como acontece na China, na Tailândia e no Vietname. Isto não significa, contudo, que tenham uma economia saudável, ou que os dados sejam 100% realistas visto que em muitos países o emprego está a ser criado por obras públicas temporárias do governo ou porque estas nações têm grandes quantidades de trabalhadores no setor da agricultura de subsistência, que é contabilizado como trabalho.

Em suma, tendo em conta os dados do PIB (Produto Interno Bruto) e do PIB per capita poder-se-á dizer que existem nove países onde o desemprego não é sequer um problema.

De acordo com dados recentes, a Áustria é um dos países do mundo com o menor número de pessoas em situação de desemprego, também na União Europeia, é na Alemanha que se encontra a segunda menor taxa de desemprego, com 5,2%. Os alemães parecem ter conseguido encontrar a fórmula perfeita para escapar à tendência dos restantes países da zona Euro com o aumento das exportações. E de entre os países da OCDE o país em destaque é o Japão, com 4,1% da população sem trabalho.

Veja aqui a lista de países onde a taxa de desemprego é mais reduzida:

  1. Áustria

A Áustria é um dos 10 países mais ricos do mundo em termos de PIB per capita. Tem uma economia social de mercado bem desenvolvida e um padrão de vida elevado. O sector industrial prospera e o turismo internacional é a parte mais importante da economia austríaca.

  1. Bielorrússia

Em 2010 a Bielorrússia teve uma das maiores taxas de crescimento industrial, o que pode ter tido algum impacto na redução do desemprego neste país, no entanto existem mais fatores em jogo. Faz parte da política do país que aqueles que se inscrevem para receber o subsídio de desemprego tenham que se registar num programa de obras públicas, posições a tempo parcial e com salário reduzido mas que ajudam a mascarar as taxas de emprego. Mesmo assim 50% dos habitantes está a trabalhar em tempo inteiro para um empregador.

  1. China

Os dados referentes à China demonstram que a taxa de desemprego se situa abaixo dos 5%, todavia, apenas 30 a 39% da sua força de trabalho está empregada a tempo inteiro. A China tornou-se numa das economias de mais rápido crescimento no mundo, sendo o segundo maior exportador e o terceiro maior importador de mercadorias do planeta, sendo considerada uma superpotência emergente.

  1. Japão

Como grande potência económica, possui a terceira maior economia do mundo em PIB nominal e a quarta maior em poder de compra. É também o quarto maior exportador e o quarto maior importador do mundo.

  1. Montenegro

Montenegro é uma pequena e montanhosa república situada nos Balcãs, no Sudeste da Europa. A economia do país prolífera graças ao setor do alumínio que corresponde a 40% do PIB e representa 80% das exportações totais do país. Os setores da agricultura e de processamento de alimentos representam 15% da economia desta república e a indústria do turismo encontra-se em expansão.

  1. Taiwan

Os bons resultados desta República da China advêm das exportações. A economia deste estado continua a crescer a um ritmo acelerado, sobretudo no que diz respeito à indústria no geral, e em particular no setor tecnológico.

  1. Tailândia

Com uma economia desenvolvida, orientada para o mercado, a força matriz da Tailândia é a exportação, que representa mais de metade do PIB. O turismo também contribui significativamente para a economia tailandesa.

  1. Ucrânia

A ex-república Soviética da Ucrânia é uma das maiores do mundo, com um PIB que vem crescendo recentemente ao ritmo de dois dígitos ao ano. O país é um grande produtor de trigo, açúcar, carne e lacticínios e possui uma enorme base industrial de alta tecnologia.

  1. Vietname

A economia do Vietname é uma das que mais cresce no mundo, estando em 11º lugar nas economias de mais rápido crescimento. No entanto, o país ainda enfrenta muitos problemas, como a inflação, a falta de equilíbrio económico, a saúde, a pobreza e a desigualdade social. Como acontece em muitos dos países asiáticos, o Vietname tem uma alta taxa de empregabilidade no setor da agricultura de subsistência, mesmo assim, o setor da indústria tem vindo a desenvolver-se exponencialmente.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close