Saúde

Os “beijos” do seu cão podem ser bons para a saúde

Os benefícios de partilhar o dia-a-dia com um cão podem, afinal, ser superiores ao que se pensava: segundo cientistas norte-americanos, além de serem os melhores amigos do homem, estes animais são, também, os melhores aliados da sua saúde.
Versão para impressão
Todos sabemos já que os cães são bons companheiros e um autêntico “elixir” para o tratamento dos males emocionais, mas os benefícios de partilhar o dia-a-dia com um destes animais podem, afinal, ser superiores ao que se pensava: segundo cientistas norte-americanos, além de serem os melhores amigos do homem, os cães são, também, os melhores aliados da sua saúde.
 
Um grupo de investigadores da Universidade do Arizona, nos EUA, acredita que a convivência com os cães pode atuar, no nosso organismo, como um “probiótico” que melhora o funcionamento das bactérias intestinais responsáveis por uma percentagem decisiva da saúde física e mental à medida que envelhecemos. 
 
A equipa está, atualmente, a recrutar participantes para testar esta hipótese e a preparar-se, com a ajuda destes voluntários, para desenvolver um estudo que vai focar-se, em particular, no efeito dos cães na saúde de adultos com idade a partir dos 50 anos. 
 
“Temos evoluído a par dos cães há vários milénios, mas ninguém entende, de facto, qual a razão pela qual nos sentimos tão bem perto deles”, afirma, em comunicado, Kim Kelly, doutoranda de Antropologia e uma das principais investigadoras envolvidas no estudo da iniciativa “Human-Animal Interaction Research”, destinada a explorar os benefícios mútuos da interação entre humanos e animais.
 
“Será que é só porque são macios e porque gostamos de lhes fazer festas ou passa-se algo mais para lá da superfície? A questão que se coloca é: será que a relação entre os cães e os humanos 'migrou' para debaixo da pele? Nós acreditamos que sim”, adianta a antropóloga da Universidade do Arizona. 

Convivência pode incentivar crescimento de bactérias “boas”
 

Os cientistas explicam que o sistema digestivo humano alberga mais de 500 tipos diferentes de bactérias “boas” e “más”. Entre as chamadas bactérias “boas” estão os probióticos (presentes, por exemplo, nos iogurtes), que trabalham para manter o intestino saudável e auxiliam na digestão dos alimentos, ajudando, ao mesmo tempo, a fortalecer o sistema imunitário. 
 
Agora, a equipa vai trabalhar em parceria com outras universidades norte-americanas, entre elas a Universidade de San Diego, na Califórnia, para compreender se viver com um cão também encoraja o crescimento destes microorganismos positivos no intestino humano, contribuindo para melhorias ao nível da saúde física e mental. 
 
“Achamos que os cães podem funcionar como probióticos e melhorar a saúde das bactérias que vivem no intestino. Estas bactérias, que formam a chamada 'microbiota', são consideradas cada vez mais importantes para a saúde física e mental, em especial ao longo do envelhecimento”, esclarece Charles Raison, professor de psiquiatria que vai coordenar a investigação. 
 
No âmbito do estudo, cada participante vai “acolher” um companheiro canino na sua casa durante três meses e os investigadores vão avaliar, de forma não invasiva, fatores como as bactérias intestinais, a dieta, os níveis de atividade física e as funções imunitárias dos voluntários, bem como dos cães. 
 
Os cientistas vão também procurar “alterações na saúde mental e emocional dos humanos e dos animais”, acrescenta a universidade, que procura pessoas com mais de 50 anos, com boa saúde e que não tenham tomado antibióticos nem vivido com um cão nos últimos seis meses. 
 
No final da investigação, os participantes terão a hipótese de adotar o animal que acolherem nas suas casas se assim o entenderem e, durante o processo, a universidade vai financiar todos os cuidados veterinários necessários, bem como a alimentação dos cães.

Clique AQUI para saber mais sobre este estudo (em inglês).
 

Notícia sugerida por Maria da Luz

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close