Ambiente

Orangotango bebé salvo após dez dias em armadilha

Um orangotango bebé, apanhado por uma armadilha de um aldeão, sobreviveu depois de passar dez dias preso numa rede sem acesso a qualquer comida.
Versão para impressão
Um orangotango bebé sobreviveu depois de passar dez dias preso numa rede sem acesso a qualquer comida. Pelansi foi salvo por um grupo de proteção de animais enquanto lutava pela vida e está agora a recuperar.
 
O animal foi apanhado por uma armadilha instalada por um aldeão numa plantação de óleo de palma na região de Kalimantan ocidental, na Indonésia, com o objetivo de caçar porcos e veados selvagens e foi encontrado por voluntários do International Animal Rescue (IAR) Indonesia em estado muito crítico.
 
“Esperamos que o Pelansi consiga ultrapassar este momento difícil para podermos devolvê-lo à floresta o mais depressa possível”, explica Adi Irawan, do IAR, citada pelo jornal Jakarta Globe.
 
Uma vez que aquela área costumava ser de floresta, existem, segundo o grupo, centenas de primatas na zona envolvente da plantação. Portanto, Adi alerta para o facto de a construção deste tipo de armadilhas ser muito perigosa, já que podem acabar “por aprisionar orangotangos e até humanos”. 
 
“É por este tipo de situações que pedimos aos responsáveis pelas plantações que se comprometam a ajudar os orangotangos e outros animais em perigo”, salienta Adi.
 
Um primeiro passo seria, no entender do voluntário, “seguir as regras internacionais que ajudariam a evitar, ou, pelo menos, a minimizar os conflitos entre humanos e orangotangos no interior e na área que envolve as plantações”.
 
A lei indonésia estabelece que qualquer um que seja descoberto a caçar ou prender orangotangos, uma espécie protegida, pode ser obrigado a cumprir um mínimo de cinco anos de prisão e uma multa que ultrapassa os 11.000 dólares (cerca de 8.300 euros).
 

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close