Ambiente

ONU: Tribunal proíbe caça à baleia no Japão

O Tribunal Internacional de Justiça ordenou, esta segunda-feira, que o Japão cancelasse a caça à baleia no Antártico, admitindo que Tóquio está a desenvolver uma atividade comercial sob disfarce de investigação científica.
Versão para impressão
O Tribunal Internacional de Justiça nas Nações Unidas ordenou, esta segunda-feira, que o Japão cancelasse a caça à baleia no Antártico, admitindo que Tóquio está a desenvolver uma atividade comercial sob disfarce de investigação científica. 
 
“O Japão deverá revogar todas as autorizações e licenças no quadro do Jarpa II (programa de investigação) e deixar de conceder novas autorizações em nome do programa”, frisa o juíz Peter Tomka, presidente daquele órgão máximo de justiça das Nações Unidas, após uma audiência em Haia, na Holanda.

Além disso, “não vão ser aprovadas autorizações especiais com vista à investigação científica”, acrescenta o representante. Desta forma, o tribunal dá razão à Austrália, que intercedeu acusando o Japão de prática de caça ilegal à baleia, sob disfarce de programa de investigação científica.

 
O governo australiano considera que o Japão não está a respeitar uma moratória de 1986, imposta pela Comissão Baleeira Internacional, e que proíbe a caça à baleia – a não ser que a prática se destine a fins científicos -.

Apesar de assinada pelo Japão, esta moratória era quebrada no ano seguinte, com o país a retomar a caça a este mamífero marinho ao abrigo de uma excepção nos acordos, que permitia a caça para fins científicos.

Segundo o governo australiano, o Japão caçou 10.000 baleias entre 1987 e 2009, sendo que, quando o processo começou, em 2010, os dois países se comprometeram a respeitar a decisão judicial.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close