Mundo

ONU: Cinco portugueses finalistas de competição

NULL
Versão para impressão
Cinco portugueses estão entre os 30 finalistas num concurso das Nações Unidas. “Não à violência contra as mulheres” é o nome da campanha deste ano, que pretende premiar os melhores anúncios inseridos neste tema.

“Create4TheUN” é uma competição promovida pela Organização das Nações Unidas que, desde 2010, pretende premiar as melhores campanhas de sensibilização.

Dando continuidade ao sucesso de 2010, com a campanha “Podemos eliminar a pobreza”, a ONU lançou este ano o tema “Não à violência contra as mulheres”.

A iniciativa, aberta a todos os cidadãos e residentes europeus, foi lançada a 8 de março e contou com o apoio do Centro Regional de Informação de Nações Unidas para a Europa Ocidental, o organismo ONU Mulheres, os centros da informação da ONU e alguns dos principais jornais europeus (entre eles os portugueses Metro e Público).

Finalistas portugueses

Segundo o site oficial, mais de 2700 europeus de 40 países participaram neste concurso. Leonor Rasteiro, Samuel Nunez, João Geada, Tiago Pinto
Ferreira e Luís Silva são os cinco portugueses entre os 30 finalistas da competição. A cerimónia de entrega dos prémios terá lugar em Madrid, no próximo dia 25 de Novembro.

O “Primeiro Prémio”, atribuído pelo júri, será oferecido pela Fundação Caixa em Espanha e terá um valor de 5000 euros.O “Prémio para Jovens”, atribuído e oferecido pela empresa italiana Fábrica, é destinado a participantes até 25 anos e tem um valor de 4000 euros.

O prémio do público – o único que já foi anunciado – num valor de 1500 euros, será oferecido pelo Governo português, independentemente da nacionalidade do vencedor.

Uma realidade a mudar

Segundo dados da ONU, aproximadamente 70% das mulheres são vítimas de violência ao longo da sua vida, sendo que um em cada cinco é vítima de violação ou tentativa de violação.

Por outro lado, o número de pessoas traficadas por ano situa-se entre os 500 000 e os 2 milhões, com 80% deste valor ocupado pelas mulheres.

A violência contra as mulheres e as raparigas, uma das violações mais
sistemáticas e generalizadas dos direitos humanos, é não só intolerável
como evitável.

Estes números podem ser minimizados através deste tipo de iniciativas. Segundo a ONU, este concurso  “incide na igualdade de género e apelar ao fim de todas as formas de violência contra as mulheres e as raparigas”.

[Clique AQUI para ver o site oficial e AQUI para ver o Flickr dos cartazes a concurso] [Notícia sugerida por Lígia Pinto]

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close