Sociedade

Oeiras renova frente ribeirinha

A frente ribeirinha de Oeiras entre a Cruz-Quebrada e o Dafundo irá sofrer obras de renovação numa área que totaliza os 27,6 hectares. Para esta zona está prevista a construção de uma marina, piscina municipal e hotel, bem como zonas de habitação e c
Versão para impressão
A frente ribeirinha de Oeiras entre a Cruz-Quebrada e o Dafundo irá sofrer obras de renovação numa área que totaliza os 27,6 hectares. Para esta zona está prevista a construção de uma marina, piscina municipal e hotel, bem como zonas de habitação e comércio.

A autarquia de Oeiras impôs à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, entidade responsável pelo plano de pormenor, a inclusão da “Marina do Jamor”, um equipamento hoteleiro, uma piscina municipal, a construção de uma ligação viária entre a CRIL (Circular Regional Interior de Lisboa) e a CREL (Circular Regional Exterior de Lisboa), a requalificação da estação ferroviária da Cruz Quebrada, e a concretização de um conjunto de equipamentos de habitação, turismo e comércio.

A futura Marina do Jamor terá capacidade para uma frota de 200 embarcações, até aos 18 metros, bem como equipamentos de apoio e comércio associados. No que diz respeito ao equipamento hoteleiro, a área bruta concedida deverá aproximar-se dos 14 mil metros quadrados.

O plano de pormenor será desenvolvido durante os próximos nove meses.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close