Saúde

Oeiras comparticipa medicamentos em 350 mil euros

A Câmara Municipal de Oeiras aprovou, para este ano, um pacote de 350 mil euros destinado à comparticipação de medicamentos aos idosos com dificuldades económicas.
Versão para impressão
A Câmara Municipal de Oeiras aprovou, para este ano, um pacote de 350 mil euros destinado à comparticipação de medicamentos aos idosos com dificuldades económicas. A autarquia anunciou, esta terça-feira, que vai, assim, destinar mais 28 mil euros a este apoio do que em 2012.
 
De acordo com comunicado, a decisão deve-se à necessidade “cada vez maior” de “apoiar um grupo populacional que, pelas suas condições socioeconómicas, enfrenta maiores dificuldades no acesso aos medicamentos”.
 
Segundo a autarquia, com esta medida, os pensionistas residentes no concelho que tenham receita médica prescrita em modelo próprio do Serviço Nacional de Saúde (SNS), beneficiam, em qualquer farmácia do país que pertença à Associação Nacional de Farmácias (ANF), de um desconto de 50% da despesa não comparticipada pelo Estado.
 
Para obter o desconto têm apenas de estar devidamente identificados com o cartão de beneficiário do SNS ou ADSE com a letra R (que assinala um utente abrangido pelo regime Especial de Comparticipação) e com o Cartão Oeiras 65+, exclusivo dos munícipes com idade igual ou superior a 65 anos. 
 
“O desconto na aquisição dos medicamentos é imediato, pelo que o utente paga à farmácia a parte remanescente (50%), descontadas as comparticipações do SNS ou da ADSE e da Câmara Municipal de Oeiras”, explica a autarquia. 
 
Em 2012, a Câmara de Oeiras gastou 322 mil euros na comparticipação de um total de 75.622 receitas. A comparticipação arrancou em 2009, depois de um protocolo celebrado com a ANF, e, entre Novembro desse ano e Novembro de 2012, o município comparticipou mais de 130.000 receitas, o equivalente a 649.000 euros em medicamentos.
 
Dados divulgados pela câmara revelam que que o número de potenciais beneficiários deste apoio é superior a 10.250 pensionistas, estando, atualmente, a ser comparticipadas uma média 6.300 receitas por mês.
 
O apoio de 350 mil euros na comparticipação de medicamentos está incluído no orçamento municipal já aprovado pelo executivo independente liderado por Isaltino Morais, que é de 137,1 milhões de euros para 2013 e no qual 57,6 milhões são destinados à área da Acção social.
 
[Notícia sugerida por Patrícia Guedes]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close