Em Destaque Inovação e Tecnologia

O primeiro smartphone do mundo feito de cortiça é português

A IKI Mobile apresentou a nova gama de smartphones com os holofotes virados para o KF 5 Bless Cork Edition, o primeiro telemóvel feito de cortiça.
Versão para impressão
por redação

A IKI Mobile apresentou em dezembro, no Pátio da Galé, em Lisboa, a nova gama de telemóveis composta por quatro modelos, o KF 1.8, o KF 2.4, o KF 4 Go e o KF5 Bles.

O administrador da IKI Mobile, Tito Cardoso, mantém as expetativas elevadas relativamente aos produtos novos: “dispomos de uma gama moldada às sugestões e necessidades dos consumidores, constituída por equipamentos competitivos, com um preço médio/baixo, com características interessantes, alavancado com as opiniões que os portugueses deram relativamente à primeira série”. Frisou ainda que: “temos quatro produtos que consideramos ter o enquadramento perfeito com o mercado sobre os quais acalentamos expetativas elevadas.”

Mas o momento alto da noite foi a exibição do primeiro protótipo de telemóvel do mundo feito com cortiça, o KF 5 Bless Cork Edition. Na conceção do aparelho, a IKI Mobile optou por substituir os componentes possíveis por materiais recicláveis, de origem nacional, desde os elementos que constituem o próprio equipamento à embalagem.

Com um design nacional, o KF 5 Bless Cork Edition vai ser um dos smartphones mais amigos do ambiente e da saúde do utilizador, com características extraordinárias ao nível da proteção da radiação da bateria por comportamento eficaz da cortiça, e outras, como o primeiro sistema operativo da IKI Mobile, baseado no sistema operativo Android 5.1. “O KF 5 Bless Cork Edition é o produto que cria o posicionamento da marca”, afirmou Tito Cardoso.

O lançamento da nova gama de telemóveis contou com a presença de Manuel Caldeira Cabral, ministro da Economia, que cumprimentou a IKI e os empreendedores que “acreditaram em fazer algo diferente, não só a nível de um produto tecnológico inovador, como na associação a um material nacional”. Parabenizou, ainda, a IKI Mobile pela “aliança com o mercado angolano”.

Tito Cardoso adiantou que “a IKI Mobile irá abrir fábricas em Portugal e Angola, e já integrou mercados como África do Sul, Angola, Timor Leste, Senegal, Dubai, Brasil e Estados Unidos da América”, no fim da sua intervenção no evento.

O próximo passo da marca portuguesa é entrar no mercado retalhista através da parceria com a JP Sá Couto.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close