Saúde

Novo fármaco atenua dores da artrite reumatóide

Um novo fármaco considerado "poderoso" e que está a ser desenvolvido pela gigante farmacêutica Pfizer poderá vir a revolucionar a vida dos pacientes que sofrem com artrite reumatóide, atenuando a inflamação e as dores.
Versão para impressão
Um novo fármaco considerado “poderoso” e que está a ser desenvolvido pela gigante farmacêutica Pfizer poderá vir a revolucionar a vida dos pacientes que sofrem com artrite reumatóide, atenuando a inflamação e as dores. 
 
De acordo com o jornal britânico Daily Express, que avança a notícia, os voluntários a quem foi administrado o medicamento, denominado tofacitinib, experienciaram uma diminuição considerável dos sintomas face aos doentes tratados com os melhores fármacos disponíveis atualmente para combater o problema.
 
Além disso, o tofacitinib, que atua sobre as células que regulam a inflamação, mostrou-se também mais eficaz no que toca a “atrasar” os danos causados pela doença às articulações, fazendo com que estas se degradem mais lentamente, e tem a vantagem de poder ser tomado por via oral, afastando a necessidade de injeções.
 
A artrite reumatóide, que pode surgir em qualquer fase da vida, inclusive na juventude,  deve-se a um ataque do sistema imunitário às articulações. Normalmente afeta, sobretudo, as mãos e os pés, mas qualquer outra parte do corpo pode vir a sofrer com a inflamação e a dor. 
 
Embora o medicamento ainda se encontre em fase de desenvolvimento está a ser acolhido com entusiasmo por quem acompanha o problema de perto. Para Judith Brodie, diretora da associação solidária britânica Arthritis Care, por exemplo, esta nova opção parece ser “muito promissora” já que “qualquer mudança que possa facilitar a vida de quem sofre com a doença é importantíssima”.
 
Ainda assim, os especialistas recomendam precaução. “Ainda há questões por responder acerca da eficácia e da segurança do fármaco”, alerta Alan Silman, médico e diretor do centro de investigação Arthritis Research UK, citado pelo Daily Express.
 
O tofacitinib pertence a um novo grupo de medicamentos – os “Janus kinases” – que podem ser utilizados para tratar adultos com artrite reumatóide moderada ou severa. O fármaco está a ser avaliado nos EUA, na Europa e no Japão e, se for aprovado pelas entidades reguladoras, será o primeiro desta nova geração de “inibidores” a ser disponibilizado no mercado.
 
Hoje em dia, o tratamento para a artrite reumatóide passa por analgésicos e anti-inflamatórios destinados a reduzir a dor e o inchaço que são complementados com outros fármacos que desaceleram a progressão da doença. 

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close