Saúde

Novo estudo confirma benefícios da sesta

Alegrem-se os adeptos da sesta. De acordo com um novo estudo científico, 90 minutos de descanso depois do almoço permite ao cérebro aumentar a sua capacidade de memória e aprendizagem.
Versão para impressão
Alegrem-se os adeptos da sesta. De acordo com um novo estudo científico, 90 minutos de descanso depois do almoço permite ao cérebro aumentar a sua capacidade de memória e aprendizagem.

Estudos anteriores já haviam comprovado que a típica sesta depois de almoço traz benefícios a nível da saúde e que ajuda a consolidar memórias. Mas este novo estudo sugere que ao dormir a sesta estamos a permitir ao cérebro restaurar capacidade de aprendizagem ao “re-armazenar” novas memórias. É como se durante o sono fosse acionado uma espécie de desfragmentador do disco rígido, se estivéssemos a falar de um computador.

A descoberta foi apresentada no passado domingo na conferência anual da American Association for the Advancement of Science em San Diego, nos EUA. “É preciso dormir antes de aprender, para preparar o cérebro, como uma esponja seca para absorver nova informação” explica o investigador responsável Matthew P. Walker, professor assistente de Psicologia e Neurociência na University of California, citado pelo jornal The New York Times.

O estudo reuniu 39 jovens adultos que foram divididos em dois grupos com uma sessão ao meio dia e depois às 18h. Ao meio-dia foi lhes pedido que memorizassem 100 combinações de nomes e figuras. O desempenho dos dois grupos foi idêntico. Às 18h reuniram-se de novo, depois do primeiro grupo ter dormido uma sesta de 90 minutos.
 
Voltaram a fazer exercícios semelhantes que estimulam o hipocampo, a região do cérebro responsável pelas memórias de curta duração Os resultados do grupo que dormiu a sesta foram 10 por cento melhores depois do sono reparador. Por outro lado, os que não dormiram a sesta baixaram de rendimento.

A equipa pretende agora averiguar se existe alguma relação entre a progressiva perda de memória ligada à idade e a diminuição média de horas de sono à medida que envelhecemos.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close