Ciência

NOS Alive volta a financiar bolsas de investigação

No âmbito de uma parceria estabelecida com o Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), a Everything is New, promotora do NOS Alive, vai financiar duas bolsas de investigação científica nas áreas da Genética do Cancro e da Biodiversidade.
Versão para impressão
O NOS Alive volta, este ano, a associar a Ciência à Música. No âmbito de uma parceria estabelecida com o Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), a Everything is New, promotora do festival de música português, vai financiar duas bolsas de investigação científica nas áreas da Genética do Cancro e da Biodiversidade.
 
Nesta que é a primeira vez que as bolsas NOS Alive-IGC alargam o seu raio de atuação à investigação oncológica, os festivaleiros vão, como habitual, poder conhecer mais informações sobre a iniciativa no espaço IGC localizado no interior do recinto.
 
O período de candidatura às bolsas inicia-se esta quinta-feira (9), dia do arranque do festival, prolongando-se até 11 de Setembro e dando a jovens recém-licenciados a oportunidade de, durante um ano, integrarem uma equipa de investigação no IGC e desenvolverem um dos dois projetos de investigação a concurso. 
 
O primeiro deles, na área da Genética do Cancro, foca-se um gene que regula o esqueleto da célula e procura investigar o papel que diferentes alterações nesse gene podem desempenhar na progressão do cancro da mama, explica a Everything is New no site oficial do festival, acrescentando que o projeto será desenvolvido no IGC em colaboração com um laboratório no Reino Unido.
 
O segundo projeto, na área da Biodiversidade, Genética de Populações e de Conservação de Espécies, tem como objetivo compreender como é que a fragmentação das florestas e perda de habitat afeta a estrutura social e diversidade genética de várias espécies de lémures e pequenos vertebrados de Madagáscar e vai dar ao bolseiro a possibilidade de realizar trabalho de campo em Madagáscar ou trabalho computacional em França. 
 
Os interessados em conhecer mais a fundo ambos os projetos e a investigação desenvolvida pelo IGC pode passar pelo espaço do instituto no NOS Alive, que promoverá, também, diversas atividades científicas, desde um 'quiz' de biodiversidade a um 'speed-dating' com cientistas. 
 
 Os bolseiros NOS Alive das edições anteriores vão, também, estar presentes no local para falar sobre a investigação que têm estado a desenvolver e os festivaleiros poderão, entre outras experiências, descobrir como se pode transformar um telemóvel num microscópio e experimentar comida molecular preparada pelo Cooking Lab.

Uma dezena de bolsas desde 2008
 

A atribuição das bolsas NOS Alive-IGC iniciou-se em 2008 e, até ao momento, já beneficiou 10 jovens. Os bolseiros das edições anteriores continuam, neste momento, a desenvolver projetos de investigação científica, quer em centros de investigação Portugueses (incluíndo o IGC), quer no estrangeiro. 
 
Os primeiros bolseiros, João Alves e Alexandre Leitão, já concluíram o seu doutoramento e encontram-se atualmente a fazer um pós-doutoramento em Vigo, Espanha, e em Cambridge, Reino Unido, respetivamente, congratula-se a promotora dos NOS Alive.
 
O projeto de responsabilidade social que a Everything is New partilha com o Instituto Gulbenkian de Ciência “promove uma maior aproximação e interação entre os centros de investigação e a sociedade Portuguesa, estabelecendo formas alternativas de financiamentos para a investigação científica em Portugal, que permitam a recém-licenciados iniciarem uma carreira em investigação científica”.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close