Ciência

Neurocientistas vencem prémio Champalimaud

Os cientistas norte-americanos Anthony Movshon e William Newsome venceram a edição deste ano do Prémio António Champalimaud de Visão pelos trabalhos sobre o papel do cérebro na reconstrução das imagens e na forma como os seres humanos atuam e compree
Versão para impressão
Os cientistas norte-americanos Anthony Movshon e William Newsome venceram a edição deste ano do Prémio António Champalimaud de Visão pelos trabalhos sobre o papel do cérebro na reconstrução das imagens e na forma como os seres humanos atuam e compreendem, noticia a agência Lusa.

As investigações destes dois cientistas têm por objetivo permitir que os cientistas criem dispositivos protéticos para auxiliar pessoas com deficiência visual, bem como fornecer novas pistas sobre como construir sistemas visuais artificiais que podem “ver” da mesma forma que os sistemas biológicos, segundo explicou Anthony Movshon ao portal Ciência Hoje.

Os vencedores da quarta edição do Prémio António Champallimaud de Visão 2010 vão partilhar um milhão de euros, o maior prémio do mundo na área da visão, que tem por objectivo o reconhecimento de realizações científicas excepcionais que impliquem transformações na compreensão, diagnóstico, tratamento e prevenção de doenças e distúrbios nesta área.

A Fundação Champalimaud refere em comunicado que, ao longo dos últimos 30 anos, os dois neurocientistas, Anthony Movshon, da Universidade de Nova Iorque, e William Newsome, do Howard Hughes Medical Institute e da Universidade de Stanford, realizaram “notáveis trabalhos”, que influenciaram o modo como a Ciência entende o papel do cérebro “na reconstrução de imagens e na forma como os seres humanos percecionam, interpretam e atuam”.

O Prémio António Champalimaud de Visão 2009 foi atribuído à organização global Helen Keller International (HKI). O prémio foi entregue como reconhecimento pelos notáveis resultados na prevenção e combate à cegueira nos países em vias de desenvolvimento, e em particular pelos avanços nas últimas décadas no controle da deficiência de vitamina A – uma das principais causas de morte e cegueira infantil.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close