Desporto

Nazaré: Maior onda do mundo continua a gerar lucros

A onda surfada há um ano na Nazaré pelo havaiano Garrett McNamara, classificada como a maior onda de sempre já surfada, continua a gerar lucros para a economia local, tendo oferecido maior visibilidade à vila e um aumento da procura turística.
Versão para impressão
A onda surfada há um ano na Nazaré pelo havaiano Garrett McNamara, classificada como a maior onda de sempre alguma vez surfada em todo o mundo, com cerca de 30 metros, continua a gerar lucros para a economia local, tendo oferecido maior visibilidade à vila e, sobretudo, um aumento da procura turística.
 
Em declarações à Lusa, Miguel Sousinha, presidente da empresa municipal Nazaré Qualifica, a onda fez crescer a notoriedade da Nazaré a nível internacional e trouxe “uma maior ocupação das unidades hoteleiras e mais clientes nos restaurantes”.
 
Além disso, sobretudo no último Verão, sentiu-se, no Clube de Desportos Alternativos da Nazaré, “um aumento de praticantes de surf, tanto nacionais como estrangeiros, que querem não apenas ter aulas, mas também ver o sítio onde tudo aconteceu”, revelou o coordenador do clube, Paulo Salvador.
 
Segundo o responsável, o impacto é notável no aparecimento de “alunos de países nórdicos que tradicionalmente não procuravam” estas aulas, mas também na romaria de atletas internacionais, como Kelly Slater, Joel Parkinson e “muitos outros que vêm ver como são as ondas na Nazaré”.
 
A satisfação acerca dos benefícios trazidos pela onda é ainda partilhada pelos populares e comerciantes, felizes pelo facto de o acontecimento ter permitido ultrapassar a “má fama do mar da Nazaré, por causa dos afogamentos”. 

Vila vai lançar linha de produtos alusivos à onda
 

Embora admitam que há mais pessoas nos estabelecimentos comerciais e de restauração, os proprietários, como é o caso de Maria Rosa, do restaurante Mar Alto, confessam, porém, que “gastam menos”. Ainda assim, consideram esta divulgação da vila além-fronteiras “muito positiva”.
 
Um exemplo da “loucura” gerada em torno da maior onda do mundo surfada por McNamara é o enorme sucesso que fez “um postal com a foto da onda”, que “passou a ser o mais vendido e hoje até já está esgotado”, conta Augusta Matias, proprietária de uma loja de artesanato local.
 
Segundo Miguel Sousinha, o postal “foi iniciativa de uma tipografia local” e comprova a necessidade de criar uma linha de produtos alusivos à onda, que já está a ser planeada.

“Temos o design das peças pensado e acreditamos que até ao final do ano conseguiremos dispor do investimento inicial, na ordem dos 100 mil euros, para lançarmos a linha”, garante.
 

Entretanto, até ao final do mês, a Nazaré acolhe o evento Red Bull Mito, que vai voltar a colocá-la no mapa das grandes competições internacionais de surf de ondas gigantes.

[Notícia sugerida por Alexandra Maciel e Carla Neves]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Mais recentes

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close