Ciência

NASA: Observatório infravermelho em pleno vôo

O SOFIA (Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy) realizou na passada semana as suas primeiras observações noturnas em pleno vôo. Durante um percurso de seis horas no qual foram atingidos os 35 mil pés de altura, o SOFIA capturou imag
Versão para impressão
O SOFIA (Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy) realizou na passada semana as suas primeiras observações noturnas em pleno vôo. Durante um percurso de seis horas no qual foram atingidos os 35 mil pés de altura, o SOFIA capturou imagens do planeta Júpiter e da galáxia M82.

Incorporado num Boeing 747, avião a partir do qual a tripulação controla o observatório, o SOFIA permite “uma grande variedade de observações no âmbito da ciência astronómica que não são possíveis de realizar a partir de outros observatórios da Terra ou em órbita no espaço”, diz Jon Morse, diretor da divisão de astrofísica da NASA, em comunicado oficial.

Equipado com um telescópio refletor de 100 polegadas de diâmetro, o SOFIA irá estudar os componentes presentes nos discos de formação planetária e que envolvem também as jovens formações estelares.

O projeto resulta de uma parceria entre a NASA e o Centro Aeroespacial da Alemanha e permite a captura de imagens em apenas alguns minutos, ao contrário de outros telescópios instalados em terra, cuja visibilidade é comprometida pelo vapor de água presente na atmosfera.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close