Sociedade

Nadadores salvadores podem ficar isentos de propinas

NULL
Versão para impressão
Os estudantes universitários que queiram ser nadadores salvadores podem ter acesso a propinas reduzidas ou até ficar isentos, de acordo com as recomendações do grupo de trabalho criado para delinear uma estratégia integrada de prevenção e segurança balnear.

Segundo o relatório final deste grupo de trabalho, a que a Lusa teve acesso, para cativar os jovens para a atividade de nadador salvador é igualmente recomendada a criação de uma época especial de avaliação para estes estudantes.

O grupo de trabalho criado para analisar o modelo de segurança balnear propôs ainda a criação de um Observatório próprio para esta área e um mecanismo de financiamento do setor através de verbas do turismo.

Segundo a Lusa, o Observatório seria uma entidade sem fins lucrativos, mas com fins públicos, que se ocuparia da análise e reflexão dos assuntos referentes à prevenção e segurança das atividades realizadas nas praias, piscinas e recintos de diversão aquática.

O grupo de trabalho incluiu elementos da Presidência do Conselho de Ministros e de diversos ministérios, desde o Ambiente e Ordenamento do Território à Saúde, passando pela Administração Interna e pela Defesa, que coordenou o estudo. 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close