Cultura

Museu do Lanifício acolhe duas ovelhas

NULL
Versão para impressão
Chegaram na passada semana e serão batizadas este sábado. As duas ovelhas da raça Mondegueira, da Serra da Estrela, já se passeiam pelo Museu do Lanifício, na Covilhã, para que os visitantes acompanhem todo o ciclo da lã, desde o seu corte à transformação em tecido.

A ideia é dar a “conhecer de perto a origem da matéria-prima” que a instituição quer promover, explica à agência Lusa Elisa Pinheiro, diretora do museu que funciona na Universidade da Beira Interior (UBI).

No Dia da Criança (01 de junho) está marcada a tosquia dos dois animais, à qual vão assistir mais de 100 alunos de escolas do primeiro ciclo. Estes vão poder trabalhar a lã acabada de cortar e assistir ao processo de transformação, até à produção de tecidos.

É a grande velocidade que as ovelhas devoram o pasto nos jardins do museu. Além do mais, “não comem tudo: são um bocado fidalgas, só escolhem alguma vegetação”, brinca João Lázaro, técnico têxtil que diariamente acompanha os animais, cujos cuidados fitossanitários são assegurados pela empresa Lameagro.

A globalização tirou valor à lã da Serra da Estrela, mas Elisa Pinheiro crê que o setor pode oferecer boas oportunidades de negócio aos jovens que o encaminhem para os circuitos comerciais acertados.

“Ainda na última semana recebemos uma empresa de Barcelona que nos pediu lã lavada original de Portugal”, revelou a responsável.

[Notícia sugerida pela utilizadora Raquel Baêta]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close