Inovação e Tecnologia

Museu Digital resgata memórias do Porto em vídeo

Há vídeos de sardinhadas de S. João gravados com o telemóvel, vídeos da Torre dos Clérigos gravados com a câmara de filmar. Vale quase tudo neste projeto online que pretende resgatar e preservar as memórias da Invicta.
Versão para impressão
Há vídeos de sardinhadas de S. João gravados com o telemóvel, vídeos da Torre dos Clérigos gravados com a câmara de filmar. Vale quase tudo neste projeto online que pretende resgatar e preservar as memórias da Invicta. O Museu do Resgate está aberto a todos e já conta com mais de 150 vídeos online.

São memórias, testemunhos, imagens, sons. É o Porto em todos as suas facetas, populares ou eruditas, ruidosas ou silenciosas, em festa e em silêncio.

O projeto tem por objetivo criar um arquivo de documentação participativa em vídeo do centro histórico do Porto e, ao mesmo tempo, funcionar como um espaço privilegiado para a comunicação entre as pessoas, oferecendo um registo vivo da história das gentes da cidade.

Os mentores do Museu do Resgate – Daniel Brandão, estudante de doutoramento em Media Digitais da Faculdade de Engenharia do Porto (FEUP), Helena Borges, designer de comunicação, e Diogo Oliveira, web designer – explicam, no site da FEUP, que “o grande objetivo é estudar novas formas de comunicar num mundo cada vez mais interconectado e participativo”.  

Os autores do projeto destacam ainda que “a ideia recorre ao conceito de museu como uma metáfora e à ideia de resgate como uma ação”. “Queremos estudar o que leva as pessoas a partilharem determinados conteúdos em plataformas como o Youtube e iremos procurar distinguir quais as melhores estratégias de comunicação tendo em conta os diferentes tipos de público-alvo de projetos desta natureza”, salientam.

Lançado em Junho, o Museu do Resgate já conta com mais de uma centena de vídeos. Os passos para participar são muito simples: filmar, enviar e identificar os vídeos, que devem seguir através do wetransfer.com para o e-mail: museudoresgate@gmail.com.  Os vídeos podem ser feitos com um telemóvel ou uma câmara de filmar, o único requisito é que sejam em formato digital.

Em Outubro deste ano o projeto vai integrar a 5ª edição do festival FuturePlaces, evento que explora temas relacionadas com criatividade, media e cidadania.

Clique AQUI para aceder ao site do Museu do Resgate e AQUI para aceder ao Youtube do projeto.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta]

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close