Mundo

Mulheres ganham igual direito de acesso ao trono inglês

NULL
Versão para impressão
A partir de agora, homens e mulheres passam a ter igual direito de acesso à Coroa britânica. O Reino Unido alterou as suas leis de sucessão ao trono, com mais de 300 anos, estabelecendo que no futuro será sempre o filho primogénito a tornar-se monarca, independentemente do sexo.

Os líderes dos 16 países da Commonwealth, onde a rainha Isabel II é formalmente a chefe de Estado, aprovaram as alterações na cimeira de Perth, na Austrália. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro britânico. “Vamos pôr fim à primazia masculina de maneira a que a ordem de sucessão seja determinada simplesmente pela ordem de nascimento”, declarou David Cameron.

As antigas leis ditavam que o herdeiro do trono teria de ser o primeiro filho varão do monarca, sendo que a única possibilidade de uma mulher se tornar rainha era os pais não terem filhos do sexo masculino, como aconteceu com a atual monarca.

De acordo com Cameron, “esta forma de pensar choca com os países modernos em que nos tornámos”, o que motivou a mudança histórica.

Na prática, caso o primeiro fruto do casamento do duque e da duquesa de Cambridge seja uma menina, será ela a herdeira natural do trono, tendo preferência sobre qualquer irmão mais novo que venha a ter.

Além de ter consagrado esta igualdade, o Reino Unido eliminou também a regra que estipulava que quem casasse com uma católica não poderia ser rei.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close