Cultura

MUDE acolhe espólio de Daciano da Costa

A obra de um dos pioneiros do design em Portugal, o arquiteto Daciano da Costa (1930-2005), vai ficar confiada ao MUDE - Museu do Design e da Moda, em Lisboa. O protocolo foi assinado esta semana entre a família de Daciano da Costa e a Câmara Municip
Versão para impressão
[Imagem: CMLisboa]A obra de um dos pioneiros do design em Portugal, o arquiteto Daciano da Costa (1930-2005), vai ficar confiada ao MUDE – Museu do Design e da Moda, em Lisboa. O protocolo foi assinado esta semana entre a família de Daciano da Costa e a Câmara Municipal de Lisboa nas instalações do MUDE na Rua Augusta.

O espólio conta com mais de uma centena de peças, desde utensílios de cozinha, mobiliário, protótipos de edifícios públicos e privados, peças de produção industrial, amostras de tapeçaria, entre outras.

A obra de Daciano da Costa é “um legado importante” revelador de um “empenho constante em melhorar as condições de vida das pessoas”, conta um dos alunos e colaboradores no ateliê Daciano da Costa, o arquiteto João Paulo Martins que esteve presente na cerimónia de assinatura do protocolo.

O presidente da autarquia, António Costa, salientou ainda que muitas pessoas irão ficar surpreendidas pela positiva ao ver no MUDE peças com as quais convivem diariamente e pensam ser “de origem estrangeira” mas que são da autoria de “uma grande figura do design e da arquitetura” portuguesa.

De acordo com comunicado da Câmara de Lisboa, António Costa anunciou ainda que também o espolio de Antonio Garcia será objeto de um protocolo semelhante.
Image and video hosting by TinyPic
“O MUDE nasceu com a coleção Francisco Capelo mas não quer ser ´só´ a coleção Francisco Capelo. Tem essa ambição e hoje começou a ser mais do que isso, com a chegada do espólio de Daciano da Costa e posteriormente com a chegada também do espólio de António Garcia”, disse.

“O Daciano certamente ficará muito bem acompanhado pelos da sua geração e não só”, congratulou-se a também arquiteta Maria Teresa Monteiro da Costa, elemento da família de Daciano da Costa presente na cerimónia.

Daciano da Costa formou-se na Escola de Artes Decorativas de António Arroio e na Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa. Dirigiu a primeira licenciatura em Arquitectura de Design.

Criou espaços interiores para a Biblioteca Nacional, Coliseu dos Recreios, Paços do Concelho de Lisboa e mais recentemente, para o Centro Cultural de Belém e Casa da Música, numa vasta obra de arquitetura de interiores, design de mobiliário, industrial, cenografia e figurinos.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close