Cultura

Mouraria inaugura incubadora cultural em Maio

O Centro de Inovação da Mouraria (CIM) será a primeira incubadora na área das indústrias culturais e criativas na cidade e prepara-se para acolher, a partir de Maio, cerca de 50 empreendedores.
Versão para impressão
O Centro de Inovação da Mouraria (CIM) será a primeira incubadora na área das indústrias culturais e criativas na cidade e prepara-se para acolher, a partir de Maio, cerca de 50 empreendedores.

O anúncio público do projeto foi feito por Graça Fonseca, vereadora da Economia e Inovação da CML, que apresentou o espaço no dia 27 de Fevereiro. O novo centro insere-se na estratégia de regeneração daquele bairro e na programação de Lisboa Capital Europeia Empreendedora 2015, revela a Câmara Municipal em comunicado de imprensa.
 

A partir de 2 de Março, e até dia 15 de Abril, estão abertas as candidaturas para os criativos que queiram participar no CIM, explicou Graça Fonseca na Cozinha Popular da Mouraria, depois de uma visita guiada ao novo espaço.

Ali vão ser instalados empreendedores com atividade na moda, media, design, música, gastronomia e ofícios manufaturados como a azulejaria, olaria, joalharia ou restauro, que dispõem de uma pequena sala de produção.

 

A incubadora nasce da recuperação de uma residência senhorial do século XV com cerca de 1.400 m2

As candidaturas devem ser entregues online no sítio da internet da CML. Os resultados do concurso serão conhecidos a 15 de maio, e para 25 está prevista a inauguração do Centro, revelou ainda a vereadora. 

 
Situado na Rua dos Lagares, o edifício que acolhe o Mouraria Creative Hub é uma antiga residência senhorial do século XV e propriedade municipal desde 1998. A reabilitação, a cargo da autarquia, foi efetuada com recurso a fundos comunitários e ascendeu a cerca de dois milhões de euros.
 
Durante a sessão foi apresentado um vídeo sobre a recuperação do edifício e respetiva adaptação para incubadora, assegurando-se uma área útil para o efeito de cerca de 1.400 m2, cuja intervenção manteve e valorizou a morfologia e a tipologia da construção, mantendo as suas características islâmico-medievais, bem como os elementos identificados como marcantes: escadas e estruturas em madeira.

A nova incubadora engrossa assim a rede já existente na cidade e apoiada pelo município através da Startup Lisboa, que assinalou este mês três anos e já apoiou mais de 180 microempresas e 250 empreendedores.  

 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close