Fitness & Bem-estar

Mota customizada por portugueses conquista o mundo

Esta mota nasceu no Japão, nos anos 90, mas passou pela mão de dois portugueses que a deixaram irreconhecível. Todos os dias, a Gravedigger conquista novos fãs um pouco por todo o mundo.
Versão para impressão
Esta mota nasceu no Japão, nos anos 90, mas passou pela mão de dois portugueses que a deixaram irreconhecível. Todos os dias, a Gravedigger conquista novos fãs e, em Maio, será uma das estrelas de um evento que reúne, em Inglaterra, motas de todo o mundo. 

por Patrícia Maia
 
São engenheiros e donos da empresa ASPP, com sede no Porto. Mas Osvaldo Coutinho e Alexandre Santos [na foto abaixo] são, sobretudo, apaixonados por motos. Insatisfeitos com o tipo de customização que se encontra em Portugal, e mesmo lá fora, “com linhas demasiado clássicas e previsíveis”, decidiram por mãos à obra e criar a sua mota ideal. 

Image and video hosting by TinyPic

Pegaram numa Honda CB750 em segunda mão, de 1992, e criaram uma nova mota. Ao todo, conta Osvaldo Coutinho ao Boas Notícias, o projeto demorou “cerca de 9 meses a concluir, porque só a conceção e o desenho demorou perto de dois meses e a execução pelo menos 4 meses”.
 

“Isto nasceu de uma brincadeira de amigos mas acabou por chamar a atenção dos meios de comunicação, sobretudo depois de ter sido apresentada na revista Motociclismo e depois da SIC ter feito uma reportagem”, recorda Osvaldo.
 
Silodrome, Moto Rivista e The Bike Shed são apenas algumas das publicações especializadas que deram destaque à Gravedigger. “A verdade é que gerou controvérsia, sobretudo por ser uma personalização pouco convencional que foge às linhas clássicas” destas motas, explica o engenheiro 'motard'.
 
Embora possa custar pouco mais de 2.000 euros, em segunda mão, a Honda CB750 reconstruída pela dupla da it roCkS bikes poderá ser vendida por um valor 20 vezes superior. 

Uma café racer dos tempos modernos

Image and video hosting by TinyPic

A Gravedigger insere-se na linha Café Racer, associada a um movimento que surgiu, no final dos anos 50, no Reino Unido, e que faz a fusão entre rock, motas e blusões de cabedal. Na altura, as motos eram usadas para fazer corridas de café em café – daí o termo café racer (corredor de cafés, em português) – por isso eram modificadas para uma posição de pilotagem mais desportiva. 
 
No entanto, Alexandre e Osvaldo quiseram fazer da Gravedigger uma Café Racer mais moderna. Para isso decidiram “desmontar todos os componentes da moto e reduzir o peso foi ao máximo”, além de terem cortado toda a secção traseira do quadro para criar “uma geometria mais curta e ligeira”.
 

O motor, que estava em bom estado, foi revisto mas preservado e o “depósito de combustível e toda a secção traseira, incluindo o assento, foram executados em chapa formando uma peça monobloco que pode ser basculada para melhor acesso à bateria, aos fusíveis e outros componentes elétricos”. Além disso, foi acrescentado um painel digital de última geração, o Motoscope Pro.
 
Image and video hosting by TinyPic
Nos últimos anos, tem surgido uma nova paixão pelas motas Café Racer, um movimento que é reforçado por sites, revistas e também através da realização de feiras e concentrações. Aliás, a Gravedigger portuguesa foi convidada para estar presente no próximo evento internacional Bike Shed, que vai decorrer de 17 a 19 Maio, em Londres, e que contará com motos de todo o mundo.
 
Osvaldo admite que esta aventura “começou por brincadeira” mas a verdade é que a Gravedigger pôs a it Rocks bikes na boca do mundo e a dupla já está, até, a trabalhar em mais duas motas, pelo que o mais provável é que estas motas com assinatura lusa continuem a rasgar o asfalto e a supreender os fãs das duas rodas. 

Clique AQUI para aceder ao Facebook da it Rocks bikes.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close