Mundo

Moçambique vai produzir eletricidade a partir do lixo

NULL
Versão para impressão
O maior parque industrial de Moçambique, em Matola, vai utilizar lixo para produzir energia elétrica, segundo disse à Lusa o vereador do pelouro de Salubridade, Lázaro Bambamba.

O projeto de aproveitamento de resíduos sólidos para a produção de bio-gás e de energia elétrica foi apresentado por um grupo de investidores estrangeiros ao governo da Matola.
 
“Para nós, é uma surpresa positiva, porque parte das cerca de 500 toneladas de resíduos sólidos produzidos na Matola passarão a ter valor económico”, disse o vereador do pelouro de Salubridade da Matola à Lusa.

Segundo explicou Lázaro Bambamba, o projeto assenta na montagem de geradores nas duas lixeiras do município da Matola, com capacidade para produzir 15 megawatts, que serão vendidas à Eletricidade de Moçambique (EDM), a elétrica pública moçambicana.  
 
Esta iniciativa vai trazer mais uma fonte de energia elétrica para colocar na rede pública do município da Matola, e junho será o mês da definição do projeto, de acordo com  Lázaro Bambamba.

O aproveitamento do lixo vai ainda melhorar a recolha de resíduos sólidos no território, onde atualmente o saneamento chega apenas a 24 dos 42 bairros da Matola.

[Esta notícia foi sugerida pelo utilizador Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close