Cultura

Moçambique elogia trabalho de arquiteta lusa nos museus

NULL
Versão para impressão
A renovação e requalificação dos museus moçambicanos, trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela arquiteta portuguesa Ana Lacerda, foi reconhecido no VI Encontro de Museus de Países e Comunidades de Língua Portuguesa.

O evento terminou esta terça-feira no Museu do Oriente e teve como principal objetivo aprofundar experiências entre os profissionais de língua portuguesa do ramo dos museus.

O destaque para o trabalho da arquiteta portuguesa partiu da iniciativa da museóloga Alda Costa, diretora de Cultura da Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo.

Em declarações à Agência Lusa, Alda Costa sublinhou a importância do trabalho de Ana Lacerda na renovação e requalificação dos antigos museus em Moçambique, uma vez que vai “ao encontro de uma linguagem atual”.

O Estado moçambicano tem tido “uma grande preocupação com a afirmação do ser moçambicano e em resgatar a história e cultura negadas”, salientou Alda Costa, que deu como exemplo o Museu da Revolução, em Maputo.

[Notícia sugerida por Ana Isa Fernandes]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close