Mundo

Mineiro Edison Pena corre Maratona de Nova Iorque

O mineiro Edison Pena, um dos 33 homens que passou 69 dias preso numa mina no Chile, correu este domingo a Maratona de Nova Iorque em cinco horas e 50 minutos. O chileno de 34 anos superou assim mais uma prova, apesar do joelho lesionado.

Versão para impressão
O mineiro Edison Pena, um dos 33 homens que passou 69 dias preso numa mina no Chile, correu este domingo a Maratona de Nova Iorque em cinco horas e 50 minutos. O chileno de 34 anos superou assim mais uma prova, apesar do joelho lesionado.

Enquanto esteve soterrado na mina o “mineiro-atleta” corria todos os dias mesmo na escuridão da mina onde ficou preso.

A organização da Maratona decidiu que convidaria Edison Pena para segurar a fita da meta quando este saísse da mina, mas acabaram por ser surpreendidos ao serem informados pelas autoridades consulares chilenas que Edison Pena queria disputar a prova.

“É um desafio”, disse Peña na conferência de imprensa em Central Park antes da corrida. “Podia ter vindo apenas para assistir, mas decidi participar, sentir a emoção”, acrescentou o chileno de 34 anos, citado pela AFP.

“Estou aqui para inspirar outras pessoas. Quero que lutem pela sua liberdade. É por isso que vale a pena correr a maratona. Lutei comigo, lutei com a minha própria dor, mas cheguei à meta”, contou Edison Pena.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close