Ambiente

Menor taxa de sempre de desflorestação da Amazónia

A Amazónia registou, entre Agosto de 2011 e Julho de 2012, a menor taxa anual de sempre dos níveis de desflorestação, que se fixaram nos 4.656 km2 de área, ou seja, menos 27% do que no período anterior.
Versão para impressão
A Amazónia registou, entre Agosto de 2011 e Julho de 2012, a menor taxa anual de sempre dos níveis de desflorestação, que se fixaram nos 4.656 km2 de área, ou seja, menos 27% do que no período anterior.

O anúncio foi feito, esta quarta-feira, pela ministra do Ambiente do Brasil, Izabella Teixiera, numa entrevista coletiva durante a qual foi apresentado um novo sistema eletrónico para impor multas aos cidadãos que cortarem árvores na Amazónia.

 
De acordo com os dados do Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazónia Legal (PRODES), divulgados na terça-feira, esta redução da desflorestação representa uma diminuição de 27% em relação ao período anterior, sendo que este é o quarto ano consecutivo em que se verifica uma redução.

Esta taxa foi obtida através do mapeamento das zonas da floresta amazónica, por meio de satélites, permitindo o cálculo das áreas desflorestadas usando os dados analisados nos anos anteriores. Na conferência, a ministra do Ambiente salientou que esta “é a menor taxa da história desde que o Brasil iniciou as medições”, em 1988.

 
De recordar que, em 2009, o Brasil comprometeu-se a diminuir a desflorestação na Amazónia em 80% até 2020, sendo que, até ao momento, os esforços das autoridades e dos ambientalistas já conseguiram reduzir esta taxa em 76,27%.

Clique AQUI para consultar os dados do PRODES.

[Notícia sugerida por Diana Rodrigues]

 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close