Mundo

Menino que recebeu cinco órgãos regressou a casa

Ibai Uriarte, o menino espanhol de quatro anos que foi submetido a um transplante múltiplo para poder sobreviver a um tumor raro, já recebeu alta e regressou a casa, em Zaratamo, no País Basco. A operação foi possível graças à doação de órgãos de uma
Versão para impressão
[Fotografia: Hospital La Paz, em Madrid]

Ibai Uriarte, o menino espanhol de quatro anos que foi submetido a um transplante múltiplo para poder sobreviver a um tumor raro, já recebeu alta e regressou a casa, em Zaratamo, no País Basco. A operação foi possível graças à doação de órgãos de uma criança portuguesa.

O procedimento, que demorou mais de seis horas, decorreu a 29 de dezembro, um mês depois de Ibai ter sido operado no hospital basco de Cruces para extrair um tumor “muito grande” que tinha no abdómen.

O menino recebeu um transplante múltiplo de órgãos – duodeno, intestino, pâncreas, estômago e fígado – doados por uma família portuguesa que havia perdido a filha.

Os pais de Ibai reforçaram, por isso, o seu agradecimento pelo gesto de solidariedade do casal português, afirmando ao jornal El País que, sem eles, “não teria sido possível [salvar o menino]”.

A criança de quatro anos deixou o Hospital La Paz, em Madrid, na passada quinta-feira. A saída já tinha estado prevista por duas vezes, mas foi adiada até “as análises estarem bem”, referiu o pai, Javier Uriarte. Agora, “foi-nos dito que poderíamos voltar à nossa terra”, acrescentou.

[Notícia sugerida pelas utilizadoras Elsa Martins e Raquel Baêta]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close